Ícone do jornalismo esportivo, Silvio Lancellotti morre aos 78 anos em São Paulo

Redação Portal IMPRENSA | 14/09/2022 15:14
O jornalista esportivo Silvio Lancellotti morreu por complicações cardíacas aos 78 anos, nesta terça-feira (13), em São Paulo. Ele estava internado no Hospital São Paulo desde 6 de setembro.

Arquiteto de formação, Lancelotti atuou como jornalista por mais de 50 anos, tendo acumulado passagens na TV, em jornais e revistas. Como jornalista esportivo, cobriu oito Copas do Mundo e seis Jogos Olímpicos. Também escreveu livros sobre culinária, esportes e romances.
Crédito:Reprodução Instagram
Na imprensa escrita, passou pelas revistas Veja, IstoÉ e Vogue; e pelos jornais Folha de S.Paulo e  O Estado de S.Paulo. Na TV, atuou nos canais ESPN por quase dez anos, onde faziam sucesso seus comentários nas transmissões dos jogos do Campeonato Italiano de Futebol.

Mas a carreira na TV começou bem antes, em 1984, e também teve passagens pelas emissoras Gazeta, Manchete, Band e Record. Em algumas delas, Lancellotti também apresentou programas culinários.

Na carreira literária, escreveu quatro romances, incluindo “Honra ou Vendetta”, que se transformou na novela “Poder Paralelo”, exibida pela Rede Record em 2009. Lancellotti desde 2012 integrava o time de colunistas do Portal R7.

O jornalista enfrentava problemas de locomoção desde 2016, em decorrência de um acidente de carro. Sua última grande cobertura esportiva foi dos Jogos Pan-Americanos de Lima, que foram realizados em 2019.

Leia também