De olho nas eleições, USP desenvolve plataforma que identifica fake news com IA

Redação Portal IMPRENSA | 24/05/2022 14:56
Desenvolvida pelo Centro de Matemática e Estatística Aplicada a Indústria da Universidade de São Paulo (CeMEAI/USP), a plataforma de verificação de desinformação fakenewsbr.com, que recentemente foi disponibilizada ao público de forma experimental, estará pronta para operação definitiva dentro de um mês. A previsão é do coordenador do projeto, o professor do CeMEAI/USP Francisco Louzada.  

Ele explica que a plataforma identifica informações falsas de forma automática, usando algoritmos de inteligência artificial (IA). Para isso a tecnologia identifica padrões comuns em conteúdo desinformativo, incluindo palavras, expressões e estruturas textuais específicas, como apelos para a emoção do leitor, formato opinativo e frases que exploram a urgência de uma situação. Ao identificar tais sinais, o computador seria capaz de localizar e classificar notícias falsas.
 
Crédito:Reprodução
Com 96% de índice de acerto, a tecnologia carrega a expectativa de ajudar a conter o enorme fluxo de desinformação digital previsto para as eleições de outubro.

Ataque

Por conta disso, Louzada informa que o site já foi atacado por hackers, que fizeram milhares de consultas simultâneas usando robôs. Apesar da lentidão, o sistema permaneceu no ar.

A plataforma foi desenvolvida após 7 meses de trabalho para identificar até mesmo fraudes que aparecem em pequenos trechos de textos contendo material factual. A tecnologia também identifica textos completamente verdadeiros, mas com links para notícias falsas. O foco inicial é em textos longos, mas em breve a plataforma também vai analisar textos curtos e publicações em redes sociais.