Jornalista que expôs corrupção no futebol, Andrew Jennings morre aos 78

Redação Portal IMPRENSA | 10/01/2022 12:40
Responsável por desvendar os maiores escândalos de corrupção na história do esporte mundial, o jornalista Andrew Jennings, de 78 anos, morreu no último sábado (8), o Reino Unido. 

Um post nas redes sociais de Jennings publicado hoje confirmou que ele foi vítima de uma "doença breve e repentina". 

Um dos jornalistas investigativos mais respeitados do mundo, Jennings ganhou notoriedade no fim da década de 1980, quando passou a esmiuçar casos envolvendo os Jogos Olímpicos. A investigação resultou no livro "The Lords of the Rings: Power, Money and Drugs in the Modern Olympics", lançado em 1992. A publicação resultou na queda de dirigentes, e obrigou o Comitê Olímpico Internacional (COI) a realizar reformas profundas. 
Crédito:Senado Federal
Jennings durante sua participação na CPI do Futebol, em 2015
Jennings durante sua participação na CPI do Futebol, em 2015
Em 2011, publicou "Jogo Sujo - O Mundo Secreto da Fifa", resultado do trabalho apurando os desvios de dinheiro comandados pela entidade máxima do futebol mundial. 

Foi com base no seu trabalho que o esquema de corrupção montado pelo brasileiro João Havelange, ex-presidente da entidade, foi descoberto. Outros cartolas reconhecidamente acusados de corrupção, como Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e Nicolás Leoz, ex-presidente da Conmebol, também foram expostos. 

Jennings contribuiu com as investigações da CPI do Futebol, em 2015, no Senado Federal. Em seu depoimento, afirmou que "a Fifa e a CBF são entidades podres e que precisam urgentemente de um estatuto para que não tomem mais o dinheiro das pessoas"; e com o Fifagate, as investigações contra os dirigentes realizadas nos últimos anos. 

Ele também produziu episódios para uma série documental na BBC Britânica chamada "Panorama", onde também denunciou propina dentro da Fifa. Em um deles, apontava a compra de votos para que a Rússia fosse eleita a sede da Copa do Mundo de 2018. 

Leia também: