Para fortalecer defesa da liberdade de imprensa, DW anuncia leilão de vídeo NFT

Redação Portal IMPRENSA | 12/11/2021 17:20
Empresa de comunicação pública alemã com atuação no Brasil, a DW anunciou nesta sexta-feira, 12 de novembro, que vai realizar uma ação inovadora para fortalecer a defesa da liberdade de imprensa no mundo.

O grupo vai realizar o leilão de um vídeo de sua produção e destinar o valor arrecadado à ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

Ainda inédito, o vídeo destaca o recrudescimento das ameaças, perseguições e violências sofridas por jornalistas em diferentes países. O material também traz a expressão "liberdade de imprensa" pronunciada em 30 idiomas em que a empresa difunde conteúdos. 
Crédito:Reprodução DW



O vídeo é vinculado à tecnologia NFT (non-fungible token, ou token não fungível), que funciona como uma espécie de certificado digital de autenticidade. Em nota sobre a ação, a DW explica que a “tecnologia confirma que certos dados digitais, normalmente passíveis de serem copiados, são um trabalho original, distinguindo-o de cópias". A base da NFT é a tecnologia blockchain (cadeia de bloqueio), na qual também se baseiam moedas criptográficas como o bitcoin.

Ainda de acordo com a nota da DW, a tecnologia NFT ganhou destaque em março último, quando uma obra digital do artista americano Beeple foi leiloada por 69 milhões de dólares. “Até então pouco conhecido, Beeple chegou ao terceiro lugar entre os artistas vivos mais caros, atrás apenas de Jeff Koons e David Hockney. Essa foi também a primeira vez que uma renomada casa de leilões, a Christie's, permitiu um leilão de NFT”, prossegue o texto da DW, acrescentando que o leilão do NFT de uma página do jornal The New York Times com um texto sobre o novo fenômeno também atingiu valor expressivo.

O NFT da DW chama-se PressFreedomX30. Para participar do leilão será necessária uma carteira digital que aceite a criptomoeda ether. O leilão acontece na terça-feira, 16 de novembro, às 13h no horário de Brasília. O leilão poderá ser acessado pelo link: https://foundation.app/@DW.com

Atualmente, 339 jornalistas e cerca de 100 blogueiros, jornalistas independentes e trabalhadores do setor midiático estão presos em todo o mundo, segundo a RSF. O número é bem acima ao do ano passado, quando um recorde já havia sido registrado. Além disso, mais de 30 jornalistas foram mortos somente em 2021.