Contra Fake News, STF cria Programa de Combate à Desinformação

Redação Portal IMPRENSA | 01/09/2021 09:20
O Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou ontem (31) a criação do Programa de Combate à Desinformação, que vai atuar contra a onda de fake news sobre a Corte nas redes sociais.

Presidente do Supremo, o ministro Luiz Fux, que instituiu a PCD por meio de uma resolução, afirmou que a desinformação "mina a confiança nas instituições e prejudica a democracia". O programa será gerenciado por um comitê gestor liderado pelo secretário-geral da Presidência, Pedro Felipe Oliveira Santos, e executado em dois eixos.
Crédito: Nelson Jr./SCO/STF
Ministros durante sessão plenária do STF
Ministros durante sessão plenária do STF
O primeiro, terá atividades internas, com reuniões periódicas para monitoramento do andamento dos trabalhos, aperfeiçoamento de ferramentas para rápida identificação das ações de desinformação vigentes e aproximação dos gestores com entidades que combatem a prática.

O segundo eixo prevê a capacitação de servidores, funcionários terceirizados e até jornalistas profissionais e influenciadores com ações de comunicação que facilitarão a identificação de práticas de desinformação e discursos de ódio; e como combatê-los.

Dentro do PCD, o Supremo poderá ainda firmar parcerias para a execução das ações com instituições públicas, privadas, entidades e empresas que atuam no combate às fake news.

#VerdadesdoSTF

No início do ano, o Supremo iniciou uma campanha nas redes sociais e no seu site oficial, intitulada #VerdadesdoSTF, onde contesta informações falsas e boatos.

O projeto já desmentiu informações virais de grande importância, como a afirmação de que a Corte impediu que o Governo Federal atuasse contra a pandemia de covid-19, divulgada amplamente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus apoiadores. 

Leia também:




Newsletter