Parente de jornalista da DW é morto em Cabul em ação atribuída ao Taleban

Redação Portal IMPRENSA | 20/08/2021 18:06
A Deutsche Welle (DW) informou nesta sexta-feira, 20 de agosto, que um parente de um jornalista que pertence a seu quadro de funcionários foi morto a tiros e outro feriu-se gravemente durante operações supostamente realizadas por combatentes do Taleban no Afeganistão. 

Ainda de acordo com a emissora pública alemã, outros três de seus jornalistas que atuam no Afeganistão sofreram operações de busca em suas casas.

Os crimes ocorreram poucos dias após o Taleban ter prometido permitir a liberdade de imprensa no país. O compromisso foi assumido publicamente durante coletiva realizada na capital Cabul, no dia 17 de agosto.
Crédito: Reprodução
Coletiva de imprensa do Taleban em Cabul, no dia 17 de agosto, após tomada do poder na capital do Afeganistão

Além dos ataques envolvendo funcionários da Deutsche Welle e parentes, vem crescendo o número de relatos de espancamentos e operações domiciliares contra jornalistas afegãos em Cabul desde que o Taleban tomou o poder na capital do país.

No caso envolvendo a Deutsche Welle, os relatos apontam que os extremistas fizeram batidas de casa em casa em busca do jornalista cujos parentes foram vitimados. Isso ocorreu pois ele não foi encontrado. Quando os ataques ocorreram, alguns parentes conseguiram fugir, mas pelo menos dois foram atingidos pelos tiros.

Além de pedir ajuda do governo de Berlim, o diretor-geral da DW, Peter Limbourg, destacou o elevado grau de tensão envolvendo a situação. “O assassinato de um parente próximo de um de nossos editores por parte do Taliban… é inconcebivelmente trágico, e atesta o perigo agudo no qual todos os nossos funcionários e suas famílias no Afeganistão se encontram.”