New York Times intensifica aposta em boletins informativos, atingindo 15 milhões de leitores por semana

Redação Portal IMPRENSA | 16/08/2021 17:51
Escritas por redatores de notícias e opinião, uma série de novas newsletters passou a estar disponível para assinantes do New York Times nesta segunda-feira, 16 de agosto. Com os lançamentos, o jornal passará a publicar mais de 50 boletins informativos, atingindo quase 15 milhões de leitores por semana.

Além de ampliar o mix, o jornal intensificou a cobrança desse tipo de conteúdo digital. Do total de newsletters disponível hoje, pelo menos 18 passaram a ter acesso apenas para assinantes. 


Em entrevista ao site de notícias americano Axios, Alex Hardiman, chefe de produto do New York Times, alegou que a estratégia está 100% de acordo com o plano de longo prazo de criar jornalismo "pelo qual vale a pena pagar".
Crédito:Reprodução Axios
"Também é parte de um investimento maior nos tipos de benefícios que pode oferecer aos assinantes", acrescentou o executivo, destacando entre os benefícios exclusivos para assinantes acesso a eventos e a possibilidade de "dar" artigos e matérias a amigos.

Outro foco do plano do New York Times de ampliar o número de newsletter recai sobre os boletins informativos de opinião. Com as novidades, o time de colunistas passará a contar com Kara Swisher, jornalista especializada em tecnologia, Tressie McMillan Cottom, escritora e socióloga,  e com o escritor Jay Caspian Kang, que já era redator da New York Times Magazine.

Antes gratuitas, as newsletters de opinião dos colunistas Jamelle Bouie, Paul Krugman e Frank Bruni também serão disponibilizadas apenas para assinantes, assim como oito "e-mails de notícias" já existentes sobre temas como política, tecnologia, esportes e bem-estar.

Por enquanto o acesso a algumas newsletters populares permanecerá gratuito, incluindo a Morning Newsletter, de David Leonhardt, e a DealBook, de Andrew Ross Sorkin.

Leia também