Abraji abre inscrições para 16º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo

Redação Portal IMPRENSA | 27/07/2021 11:16
Estão abertas as inscrições para a 16º edição do Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo da Abraji. Inteiramente virtual em razão da pandemia de covid-19, o evento vai de 23 a 29 de agosto de 2021. 

"Pensávamos que em 2021 poderíamos voltar a nos encontrar no foyer do evento, tomar um cafezinho e trocar ideias sobre jornalismo investigativo. Infelizmente a pandemia não permitiu o retorno ao modelo normal, mas por outro lado aprendemos muito com a experiência, ouvimos os participantes e planejamos um congresso virtual mais amigável em termos de horários e duração", disse o presidente da Abraji, Marcelo Träsel. 
Crédito:Alberto César Araújo/Amazônia Real
Elaíze Farias e Kátia Brasil, do Amazônia Real
Elaíze Farias e Kátia Brasil, do Amazônia Real, serão homenageadas no Congresso da Abraji
Também por conta da crise sanitária, as inscrições são gratuitas, mas os participantes são convidados a doar qualquer valor para a Abraji. Neste formato, em 2020, o congresso bateu recorde de público. 

A liberdade de imprensa, os modelos de negócios no jornalismo, segurança digital, meio ambiente, riscos à democracia, racismo, pandemia e desinformação estarão no centro dos debates. Dezessete convidados internacionais já confirmaram presença.

O youtuber Felipe Neto e o senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, também estarão presentes. João Moreira Salles e Aly Muritiba, documentaristas, vão dividir experiências dos seus últimos trabalhos com os participantes. 

As jornalistas Elaíze Farias e Kátia Brasil, cofundadoras do site Amazônia Real, serão homenageadas em uma cerimônia com um documentário sobre o trabalho, um símbolo do jornalismo independente. 

A Abraji incluiu outros dois eventos na programação paralela neste ano - o VIII Seminário de Pesquisa, que discute a pesquisa no jornalismo investigativo, onde pesquisadores apresentarão seus trabalhos, e o 3º domingo de Dados, uma maratona de cursos  e debates focados na área, que exigem inscrição separadamente. 

Os estudantes também têm espaço com a mesa de discussão "Os limites éticos entre jornalismo e informes publicitários: o caso Médicos pela Vida", com mediação de Adriana Barsotti e participação de Rogério Christofoletti (UFSC/Objethos) e José Henrique Mariante (ombudsman da Folha de S.Paulo). 

Leia também: