Frederico Trajano compra 25% do site político Poder 360

Redação Portal IMPRENSA | 19/04/2021 17:51
Fundado e dirigido pelo jornalista Fernando Rodrigues, o portal Poder 360 anunciou nesta segunda-feira, 19, que o empresário Frederico Trajano comprou uma participação acionária de 25%.

Filho de Luiza Helena Trajano, Frederico está à frente do Magazine Luiza.  A aquisição, no entanto, é uma iniciativa pessoal de Trajano e não está vinculada à rede varejista.

Crédito:Germano Luders/Exame


“Acredito no jornalismo profissional como um dos pilares da democracia e do aperfeiçoamento das instituições e tenho total afinidade com os princípios editoriais do veículo: isenção, apartidarismo, independência, qualidade e credibilidade das informações publicadas e foco no interesse público”, disse o empresário, em nota. 

Com 32,3 milhões de páginas visualizadas, o Poder 360 bateu recorde de audiência no mês passado. O valor da negociação não foi revelado, mas o aporte de recursos será usado na expansão do Poder360. A operação inclui uma cláusula específica que assegura independência jornalística ao Poder360.

O Poder 360 foi criado em 2000 como um site para divulgar notícias sobre política, a partir de Brasília. Em 2016, transformou-se em jornal digital, dedicado à cobertura relacionada ao poder, às políticas nacional e internacional, tecnologia e indústria de mídia.

Até a chegada de Frederico, o  Poder360 e o PoderIdeias tinham como sócios apenas os jornalistas como sócios apenas os jornalistas Fernando Rodrigues e Mariângela Gallucci, que ficam a partir de agora com 75% das duas empresas.

“É muito bem-vinda a chegada de Frederico Trajano ao Poder360. Ele trará sua experiência como empreendedor respeitado e bem-sucedido, com destaque para a área digital. Hoje, veículos de comunicação jornalística precisam ser também empresas de tecnologia. Só assim conseguem melhorar a experiência do leitor em qualquer plataforma. No século 21, nós não temos apenas o desafio de fazer bom jornalismo, mas de facilitar o acesso do público ao que é produzido”, diz Rodrigues, em comunicado.


Leia também: