CNN diz que acusação de racismo contra Basília Rodrigues é gravíssima

Redação Portal IMPRENSA | 16/04/2021 19:11
A CNN disse que o setor de compliance está apurando suposto caso de racismo contra a jornalista Basília Rodrigues, comentarista política do canal.  “A acusação é gravíssima. Por isso, entendemos que é necessário um posicionamento público e transparente por parte da empresa. A CNN Brasil não tolera qualquer tipo de discriminação, seja racial ou de outra natureza, e apura com rigor e transparência qualquer denúncia”, informou em nota.

Crédito:Reprodução



Segundo a agência de notícias Alma Preta, Basília foi alvo de uma perseguição com motivação racista, o que gerou incômodo entre profissionais da emissora. Uma editora do jornal Novo Dia, do qual a jornalista faz parte, teria reclamado que ela estaria descabelada. “Se ela fosse loira e de olho azul, você não estava enchendo o saco dela”, teria respondido uma funcionária ao ouvir o comentário.

“Agradeço às mensagens de solidariedade e apoio que recebi aqui de tantos amigos pessoais, colegas de trabalho e também de pessoas que não me conhecem. Agradeço também pela posição adotada pela CNN Brasil”, escreveu a jornalista no Twitter.

Ainda segundo a reportagem, os editores de imagem estariam ocultando  a comentarista, deixar apenas a voz dela e se utilizar de imagens de apoio para ilustrar as entradas ao vivo.

 “O racismo e o negro convivem dia a dia. É uma relação insuportável, uma companhia inconveniente que está à bordo, em uma mesma viagem. Às vezes, me pergunto, haverá ponto final? Logo, penso que esse não é o mal do negro, esse é o mal do racismo”, disse Basília. 

A CNN disse ainda que se qualquer colaborador da CNN for vítima ou presenciar qualquer situação de discriminação ou violação de natureza ética ou legal, deve procurar a área de recursos humanos ou de compliance e relatar o ocorrido. “Todos os casos serão apurados com rigor e transparência, preservando a identidade de quem fizer a denúncia.”


Leia também: 
"Não somos de direita, nem de esquerda. Somos da notícia", diz Basilia Rodrigues sobre jornalismo da CNN Brasil