Maioria dos brasileiros desaprova embate de Bolsonaro com a imprensa, mostra pesquisa

Redação Portal IMPRENSA | 24/02/2021 17:18
Divulgada na segunda (22), pesquisa da Confederação Nacional de Transportes (CNT) indicou que a maioria dos brasileiros (64,7%) acredita que o embate público do presidente Jair Bolsonaro com a imprensa é ruim para o país. 

A pesquisa também apontou que 60,5% dos entrevistados entendem que Bolsonaro deveria buscar se aproximar mais da imprensa. Para 31,7% esse estreitamento de relação não deve ocorrer, enquanto 7,8% não souberam responder. 
Crédito:Reprodução TV Brasil
Bolsonaro encerra coletiva após ser questionado sobre decisão do STJ que beneficiou filho

Para cerca de 20% dos entrevistados as brigas de Bolsonaro com a imprensa são irrelevantes, enquanto 10,6% responderam que esse tipo de confronto é benéfico para o país. 

Em sua 148ª edição, aPesquisa CNT de Opinião foi realizada em parceria com o Instituto MDA, entre 18 e 20 de fevereiro deste ano. Foram feitas 2.002 entrevistas presenciais, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro, segundo a Confederação, é de 2,2 pontos percentuais.

Sem resposta
Nesta quarta (24), no Acre, Bolsonaro protagonizou mais um episódio de seu embate com a imprensa crítica. O presidente encerrou uma entrevista coletiva ao ser perguntado sobre a decisão do STJ que beneficiou seu filho Flávio Bolsonaro, anulando a quebra de sigilo fiscal dele na investigação do caso das rachadinhas. A coletiva era sobre ações do governo federal para debelar no estado a crise causada por enchentes, pela covid-19 e por um surto de dengue. 

Apoiadores do governo defenderam a atitude do presidente nas redes sociais, alegando que tinha sido imposto aos jornalistas que nenhum assunto, além da crise no Acre, poderia ser mencionado na coletiva.