Lira manda retirar espaço de trabalho dos jornalistas que cobrem o Congresso

Redação Portal IMPRENSA | 08/02/2021 19:24
O jornal O Globo noticiou em primeira mão nesta segunda (8) que o novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ordenou a retirada do espaço de trabalho dos jornalistas que cobrem o Congresso, com a intenção de substitui-lo pelo novo gabinete da presidência da Casa.

"Há uma decisão para fazer a mudança. Num prazo curto, ainda este mês. E me foi informado pelo Lira", disse o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, ao O Globo .

Os profissionais de imprensa que trabalham no Congresso ficam atualmente instalados em um comitê próximo ao plenário de votação. Com a mudança, ficarão mais distantes da atividade parlamentar. Já o presidente da Câmara não terá que passar pelo Salão Verde, espaço onde jornalistas costumam fazer questionamentos e entrevistas.
Crédito:Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A deputada Soraya Santos (PL-RJ), que foi primeira secretária da Casa, defende a mudança do comitê de imprensa. Três semanas atrás ela declarou que a alteração resgata a história e corrige um erro causado pelo crescimento sem planejamento da Câmara. "Não podemos ter em Brasília, que é um cidade planejada, os espaços sem planejamento, e isso não tem nada a ver com cerceamento de liberdade, onde quer que esteja."

Por outro lado, opositores do governo Bolsonaro viram na decisão, tomada uma semana depois que Lira foi eleito presidente da Câmara, uma espécie de ação de despejo dos jornalistas, desbragadamente afinada com a retórica anti-imprensa do governo de Jair Bolsonaro.

Leia também