Agências de checagem recebem US$ 3 milhões do Google para combater desinformação sobre vacinas

Redação Portal IMPRENSA | 20/01/2021 09:22
O Google News Initiative anunciou que doará US$ 3 milhões para organizações de checagem de notícias em um esforço para combater a desinformação sobre a vacina Covid-19.

O Comprova, trabalho colaborativo entre vários veículos de comunicação e coordenado pela Abraji, é o representante brasileiro na lista dos beneficiados.
 
A lista conta também com as organizações: First Draft, Full Fact, Maldita.es, Correctiv, Chequeado, PolitiFact, Kaiser Health News, SciLine, Universidade de Stanford, The International Fact-Checking Network, Science Feedback e Data Leads.

Crédito:Reuters



O novo fundo do Google está aberto a organizações de notícias de qualquer tamanho, desde que possam demonstrar experiência em desmascarar informações falsas ou formar uma parceria com uma organização reconhecida de checagem.

Projetos que demonstram “maneiras claras de medir o sucesso” e visam atingir grupos “desproporcionalmente afetados pela desinformação” serão priorizados, escreveu o líder de credibilidade de notícias e informações do Google, Alexios Mantzarlis , no anúncio da doação. 
 
“As inscrições qualificadas podem incluir uma parceria entre um projeto de checagem estabelecido e um meio de comunicação com raízes profundas em uma comunidade específica, ou uma plataforma colaborativa para jornalistas e médicos fornecerem informações incorretas e publicar checagem de fatos em conjunto”.

A gigante da tecnologia já concedeu a projetos de checagem US $ 6,5 milhões em abril e US$ 1,5 milhão em dezembro.

Leia também