Conheça novas iniciativas no jornalismo para seguir no Twitter

Redação Portal IMPRENSA | 03/12/2020 10:42
O Twitter é uma ótima pedida para quem busca se informar sobre “o que está acontecendo” no Brasil e no mundo. 

O Portal Imprensa selecionou iniciativas recentes no jornalismo para seguir na rede social.  

1. @CanalReload
Dez organizações de jornalismo criaram o Reload, uma redação compartilhada para produzir conteúdo para o público jovem. São elas: ((o))eco, Agência Lupa, Agência Pública, Amazônia Real, Congresso em Foco, Énois, Marco Zero Conteúdo, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil.

Crédito:Reload


2. @cajueira_
A Cajueira é uma curadoria de conteúdos produzidos pelo jornalismo independente nos estados do Nordeste. As jornalistas Nayara Felizardo, Mariama Correia, Joana Suarez e Mariana Ceci são as responsáveis pela iniciativa. 

Crédito:Arte de Teresa Cristina



3. @Laut_br
A LAUT é uma Instituição independente e apartidária de pesquisa sobre liberdade e autoritarismo. Há uma curadoria de publicações no campo da comunicação para subsidiar a reflexão sobre a prática jornalística.

Crédito:LAUT



4. @radionovelo  
A Rádio Novelo é uma produtora de podcasts que desenvolve projetos próprios e em parceria. Ela é a responsável pelos podcasts Praia dos Ossos, Vidas Negras, Retrato Narrado, Foro de Teresina, A terra é redonda, etc.  

Crédito:Rádio Novelo


5.@thesciensepulse
O Science Pulse compartilha descobertas cientificas nas redes sociais. O projeto é uma iniciativa da Volt Data Lab, consultoria de projetos de dados e jornalismo. 

Crédito:Science Pulse



6.@coletivobereia
Primeiro coletivo jornalístico do Brasil especializado em checagem de notícias religiosas. 

Crédito:Bereia


7.@JornalSobAtaque
Em defesa da livre expressão, a iniciativa reúne informações sobre ataques ao jornalismo, jornalistas e comunicadores. 

Crédito:Jornalismo sob Ataque


8.@agencia_bori
A iniciativa disponibiliza para jornalistas estudos científicos de pesquisadores brasileiros. As jornalistas Ana Paula Morales e Sabine Righetti são as coordenadoras da agência, que tem apoio financeiro da Fapesp e do Instituto Serrapilheira.

Crédito:Agência Bori



9.@elasnocongresso
Elas no Congresso é uma Robô criada pela revista Azmina para acompanhar a tramitação de proposições que tratam dos direitos das mulheres no Congresso.  

Crédito:Elas no Congresso



10. @midia_india
A iniciativa busca promover comunicação feita por indígenas e para indígenas.

Crédito:Mídia Índia


Leia também