Bandidos levam R$ 300 mil de prédio da Associação Paulista de Imprensa

Redação Portal IMPRENSA | 09/11/2020 16:36
O presidente da Associação Paulista de Imprensa (API), Sérgio Redó, acredita que a invasão à sede da entidade, na rua Álvares Machado, foi planejada. “Foi tudo planejado. Se não fosse, o furo que fizeram para entrar de fora para dentro poderia ter pegado numa estrutura do prédio. E o buraco foi exatamente no vão da subida do primeiro para o segundo andar”, disse em entrevista ao SPTV, da TV Globo. 

Os assaltantes invadiram o prédio, na madrugada de domingo, através de um buraco feito na parede e percorreram os 11 andares do prédio. Além da sede da API, a redação do jornal Diário Popular funciona no local. 

Crédito:Reprodução TV Globo
Foram levados computadores, câmeras e equipamentos de edição. O prejuízo estimado é de R$ 300 mil. 

Além de levar equipamentos, destruíram cadeiras, portas, quadros e objetos de valor histórico.

"É uma ofensa, uma violência à imprensa porque eles entraram, pegaram todas as nossas fichas dos nossos associados, inclusive pisaram, rasgaram", disse Redó à emissora. 

Os criminosos deixaram no local furadeira, pé de cabra e uma chave de fenda, usados no arrombamento. 

A Polícia Militar foi acionada pouco depois da meia-noite para uma ocorrência de furto. Ao chegarem no local, PMs encontraram várias salas arrombadas em diferentes andares.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, as rondas serão intensificadas no local. O caso foi registrado como furto qualificado.

Leia também:
Sequestro de jornalista pode ter ligação com organização criminosa