Dez projetos jornalísticos brasileiros serão acelerados pelo Google

Redação Portal IMPRENSA | 04/11/2020 18:05
O Google divulgou no último dia 29 uma lista de dez empreendimentos jornalísticos brasileiros selecionados para participar do programa de aceleração conhecido como Google News Initiative (GNI).  

Até abril do ano que vem, os veículos receberão mentoria, treinamentos e workshops sobre modelo de negócio, levantamento de fundos, marketing e produto.
Crédito:Reprodução


Além disso, cada veículo receberá investimento inicial de US$ 20 mil e poderá apresentar suas propostas para potenciais investidores.

Em entrevista à Folha de São Paulo, Fabiana Zanni, gerente de parcerias e coordenadora do GNI Startup Lab no Brasil, explicou que o "programa é 100% brasileiro" e que ele surgiu da percepção de que o Google não tinha nenhum projeto focado no empreendedor de notícias. 

Segundo ela, a ideia "não é ensinar o jornalista a fazer jornalismo". "As pessoas selecionadas já fazem melhor do que qualquer um seu trabalho, o que queremos é acoplar o elemento de empreendedorismo para que elas encontrem novas formas de distribuir conteúdo, se desenvolver melhor e criar modelos de negócio inovadores."

Os veículos que vão participar da iniciativa são especializados em diversos temas, como  jornalismo de dados, ciência, questões de gênero, segurança pública e até lazer infantil.

Veja a lista de veículos selecionados:
Agência BORI: conecta estudos inéditos de pesquisadores brasileiros a jornalistas.

Agência Tatu de Jornalismo de Dados: usa ferramentas e princípios do jornalismo de dados para a cobertura da realidade local de Alagoas.

Alma Preta: realiza reportagens, colunas, produções audiovisuais e ilustrações focadas na temática racial.

AzMina: usa comunicação, tecnologia e jornalismo para combater a desigualdade de gênero.

Fervura: plataforma de notícias e entretenimento dedicada à questão climática.

Galápagos Newsmaking: une tecnologia, prática educacional, e valores de inclusão para falar de regionalismo e diversidade.

MyNews: canal de noticias no YouTube com foco em análise e pluralidade de ideias.

Núcleo Jornalismo: produz investigações a partir de dados públicos.

Ponte Jornalismo: focado na cobertura de direitos humanos com foco em temas de segurança pública, justiça, racismo, gênero e sistema prisional.

São Paulo para Crianças: ajuda pais a brincarem com seus filhos, ampliando opções de lazer, gerando negócios para o turismo e aumentando o uso dos equipamentos públicos.

Leia também:
Dez veículos brasileiros locais revelam resultados de programa de incentivo a jornalismo do Facebook