Levantamento registra 40 jornalistas bloqueados por autoridades no Twitter

Redação Portal IMPRENSA | 28/10/2020 16:23
Levantamento feito pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) mostra que 40 jornalistas foram bloqueados no Twitter por autoridades públicas brasileiras em 2020.  Ao todo, foram feitos 81 bloqueios.Para coletar os casos, a Abraji divulgou um formulário, mas também recebeu relatos por outros meios.

Entre os 40 jornalistas bloqueados há 28 homens; 12 mulheres e três colunistas. Os profissionais que atuam em veículos de São Paulo (20), Rio de Janeiro (10), Distrito Federal (6) foram os mais bloqueados. 
Crédito: Reprodução Abraji


PL 2630/2020 pode proibir bloqueio
Conhecido como PL das Fake News, o Projeto de Lei 2630/2020 quer proibir que agentes dos governos federal, estadual e municipal bloqueiem jornalistas. 

Segundo a proposta, o agente político só pode selecionar quem pode segui-lo se tiver outro perfil nas redes sociais. “Caso possua mais de uma conta em uma plataforma, o agente político indicará aquela que representa oficialmente seu mandato ou cargo, sendo as demais eximidas das obrigações deste artigo”, diz o parágrafo segundo da proposta. 


Leia também: