Facebook vai remover fake news e teorias da conspiração sobre coronavírus

Redação Portal IMPRENSA | 31/01/2020 10:05
O Facebook vai retirar da rede alegações falsas ou teorias de conspiração sobre o coronavírus, que foram sinalizadas pelas principais organizações e autoridades de globais de saúde e podem causar danos às pessoas que acreditam nelas. 

Crédito:Reprodução Facebook
O anúncio foi feito em um post em seu blog na quinta-feira (30/01). A ação visa apoiar o alerta feito pela OMS (Organização Mundial de Saúde), que declarou o coronavírus uma emergência de saúde pública de interesse internacional. 

“Estamos fazendo isso como uma extensão de nossas políticas para remover conteúdo que pode causar danos físicos. Isso inclui alegações relacionadas a curas falsas ou métodos de prevenção - como beber alvejante cura o coronavírus - ou afirmações que criam confusão sobre os recursos de saúde disponíveis”, diz a nota. 

Entre as ações para combater a desinformação está a capacitação de pesquisadores líderes da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard e da Universidade Nacional Tsing Hua, em Taiwan.  “Realizaremos varreduras proativas para encontrar e remover o máximo possível desse conteúdo”, informa.  

Quando forem encontradas informações erradas, a disseminação será limitada no Facebook e no Instagram. As pessoas que já compartilharam ou estão tentando  compartilhar fake news vão receber notificações avisando que o conteúdo foi verificado.

Informações relevantes e atualizadas, com base nas orientações da OMS,  ficarão no topo do feed. Também fornecemos créditos de publicidade gratuitos para permitir que as organizações executem campanhas educacionais contra coronavírus no Facebook e Instagram.

Leia também:
Cinco são presos na Malásia por espalhar fake news sobre o coronavírus
Pesquisas analisam diversos ângulos da fake news e quando a checagem de fatos é eficaz