Irritado com pergunta, Bolsonaro diz que repórter “tem uma cara de homossexual"

Redação Portal IMPRENSA | 20/12/2019 13:54

O presidente Jair Bolsonaro reagiu com agressividade e atacou jornalistas, no Palácio da Alvorada, ao ser questionado se teria o comprovante do empréstimo que diz ter feito a Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro. Queiroz depositou R$ 24 mil na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em 2016. O presidente afirma se tratar de parte da quitação de um empréstimo de R$ 40 mil.

Crédito: Antonio Cruz/ ABR


“Oh rapaz, pergunta para a tua mãe o comprovante que ela deu para o teu pai, tá certo?”, respondeu Bolsonaro a um repórter do jornal O Globo. 

Em seguida, o presidente perguntou a outro jornalista.  “Você tem a nota fiscal desse relógio no teu braço? Não tem. Você tem nota fiscal do teu sapato? Tudo para o outro lado tem que ter nota fiscal e comprovante. Eu conheço o Queiroz desde 1985, nunca tive problema”, disse. 

Com palavrões, Bolsonaro mandou um repórter parar de falar enquanto ele respondia e, aos gritos, cobrou que os jornalistas dissessem se o processo de Flávio estava ou não em segredo de Justiça. “Olha só, uma pergunta a vocês. O processo é segredo de Justiça ou não é? Respondam? Respondam, porra”, gritou.

Quando o repórter do O Globo perguntou sobre a investigação do Ministério Público do Rio em torno do gabinete de seu filho mais velho, Flávio Bolsonaro, o presidente respondeu:  "Você tem uma cara de homossexual terrível, nem por isso eu te acuso de ser homossexual. Se bem que não é crime ser homossexual”, disse. 


Leia também: 
Bolsonaro não renova assinaturas de jornais e revistas impressos
"Foi um ano muito marcado por perseguições à imprensa", diz André Borges, do Estadão