Google vai investir US$ 30 milhões em projetos de inovação digital e novos modelos de negócios

Redação Portal IMPRENSA | 26/03/2019 11:35

O Google News Initiative (GNI) completou um ano com novidades e, nesta terça-feira (26), anunciou que vai investir US$ 30 milhões nos próximos dois anos para lançar até cinco edições regionais do programa Innovation Challenges. Os recursos fazem parte do compromisso da empresa de tecnologia de investir US$ 300 milhões para ajudar o jornalismo a prosperar. 

Crédito: Reprodução






O Innovation Challenges apoia projetos que impulsionem a inovação digital e desenvolvam novos modelos de negócios. O programa é aberto a organizações de todos os tamanhos e os projetos devem esclarecer os cidadãos com conteúdo confiável, além de incentivar um ecossistema de notícias mais sustentável. 


Os detalhes sobre elegibilidade e tema serão divulgados quando as inscrições de cada desafio regional forem abertas. Criada para ajudar a imprensa na evolução de modelos de negócios, valorização do jornalismo de qualidade e criação de uma nova cultura de inovação digital nas redações, a empresa faz um balanço positivo dos resultados obtidos com a iniciativa.


Aniversário

O GNI foi criado para ajudar a imprensa na evolução de modelos de negócios, valorização do jornalismo de qualidade e criação de uma nova cultura de inovação digital nas redações. "O primeiro ano de existência da Google News Initiative fez avançar nosso objetivo de ajudar o setor de imprensa a atravessar esse processo de transformação. Mesmo assim, sabemos que ainda há muito a fazer. Por isso, continuaremos trabalhando para criar um mundo mais bem informado, graças à nossa parceria com empresas de comunicação de toda a região", escreveu Richard Gingras, líder do Google News, no blog da empresa. 


Nessa comemoração, a gigante tecnológica lançou novas ferramentas e programas. No trabalho com dados, por exemplo, os jornais Folha de S. Paulo, Gazeta do Povo e O Estado de S. Paulo já estão testando a versão expandida do Propensity to Subscribe dentro da plataforma Assine com o Google, que reduz a poucos passos o processo de assinatura das publicações. 


Outra novidade, o GNI Digital Subscriptions Lab contribui para o desenvolvimento de modelos de negócio sustentáveis e prósperos baseados em assinaturas digitais. Quatorze publicações das Américas do Norte e Latina, incluindo o Brasil, serão beneficiadas. Durante seis meses, receberão o acompanhamento da empresa em uma análise completa e detalhada para identificar a propensão dos leitores para pagar por conteúdos. 


Ainda no trabalho com dados foram lançados o Data Maturity Benchmarking Tool, ferramenta de diagnóstico do uso de dados para empresas de notícias, e o Data Activation Guide, que ajuda a incrementar a escala de maturidade e sofisticação dos dados. O processo de tomada de decisões para criação e distribuição de conteúdos também ganhou um novo recurso: o Realtime Content Insights. A ferramenta é uma adição ao News Consumer Insights que ajuda a entender e segmentar audiências a partir das estratégias de assinatura digital. 


Voltado para empresas de pequeno e médio porte, o GNI Cloud foi expandido e ganhou mais seis mil licenças gratuitas do GSuite e cerca de US$ 1 milhão em créditos para armazenamento na nuvem do Google. No Brasil, algumas das publicações beneficiadas são o Jornal do Commercio (PE), Correio Popular (SP), Rede Gazeta (ES) e iBahia. Profissionais de outras 14 empresas de jornalismo receberão formação em aprendizado de máquinas. 


Entre os recursos para as redações, foram lançadas ferramentas voltadas para a checagem de notícias. A Fact Check Markup permite ao jornalista marcar conteúdos da checagem de informação e, com o uso do ClaimReview e Fact Check Explorer, facilita a localização de artigos e reportagens já verificados. O Google News Initiative também incentivará desenvolvedores a construir aplicativos que possam ser usados por checadores de todo o mundo. 


De acordo com a empresa, no último ano, 12 mil jornalistas da América Latina foram treinados para utilizar ferramentas digitais a favor da produção de informação de qualidade. 


Ao mesmo tempo em que colabora com produção de informação, o GNI se preocupa com o outro extremo do processo: o do consumo de conteúdos. Pensando nisso, a empresa lançou uma campanha global de alfabetização midiática. Com US$ 10 milhões de recursos, a iniciativa terá seus detalhes para a América Latina divulgados em breve.  


Leia também: 
Apple lança serviço de assinaturas de jornais e revistas digitais
Ex-executiva da Abril lança projeto jornalístico e oferece curso gratuito