Editoras pedem que Cade reavalie decisão sobre venda da Abril

Redação Portal IMPRENSA | 23/01/2019 12:52

As editoras Globo, Ediouro, Panini, Três e EBR entraram com um pedido junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para serem consideradas partes interessadas na negociação de compra do Grupo Abril pelo empresário Fábio Carvalho. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. 

Crédito: Reprodução

De acordo com a publicação, as quatro empresas argumentam que a aprovação da transação, "deixou de considerar (...) efeitos concorrenciais do negócio". A aprovação da venda foi dada pela superintendência-geral do Cade. Em sua análise, o órgão afirmou não ver sinais de que a aquisição pudesse ter efeitos negativos para a concorrência no setor. 


A relação de Carvalho com a Alvarez & Marsal, responsável por administrar a Abril desde o pedido de recuperação judicial, foi outro argumento apresentado. Para as editoras, a relação "justifica maiores indagações quanto a eventuais violações das regras contra a prática de 'gun jumping'". 


O pedido foi protocolado no dia 18 de janeiro. Caso o Cade acate o pedido, as editoras podem pedir a anulação da aquisição. 


Leia também:

Cade aprova venda do Grupo Abril ao empresário Fábio Carvalho
WhatsApp impõe limite global de cinco reenvios para cada mensagem