Outra repórter denuncia Biel por injúria; jornalista entregou vídeo como prova

Vanessa Gonçalves | 18/06/2016 15:15



O cantor MC Biel foi novamente denunciado, agora por injúria, por uma outra jornalista — o nome da profissional e do veículo foram mantidos em sigilo para não atrapalhas as investigações. No início do mês, ele também foi acusado de assédio sexual por uma repórter do portal iG.

Crédito:Divulgação
Cantor ainda não foi chamado para depor sobre a nova denúncia

A repórter registrou Boletim de Ocorrência (B.O.) contra o artista no dia 3 de junho. A vítima teria entregado imagens em vídeo comprovando o assédio do cantor. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) confirmou a denúncia. IMPRENSA apurou que a delegada responsável, Giovana Valenti Clemente, registrou o caso como injúria. Confira a transcrição do B.O.:

"Uma jornalista foi vítima de injúria às 22h de sexta-feira na rua Itapeva, Bela Vista, em São Paulo. A repórter realizava uma entrevista com o cantor quando, em determinado momento, o rapaz teria cuspido na jovem e lhe dito palavras obscenas. A vítima informou que após a entrevista ser publicada passou a receber ameaças de fãs do cantor em suas redes sociais, que a confundiram com outra pessoa, também vítima do músico. Motivada pelo polido, a jovem decidiu comparecer à 1ª Delegacia Regional da Mulher e registar a ocorrência. A mesma tem o prazo de seis meses para oferecer a representação contra o autor. O caso foi registrado como injúria e será investigado".

O cantor ainda não foi intimado para depor sobre a nova denúncia, pois os investigadores estariam analisando as provas entregues pela jornalista.

Entenda o caso

Desde o o início do mês, o caso de assédio sexual envolvendo o funkeiro MC Biel e uma repórter do portal iG movimenta o noticiário e as redes sociais. Durante uma entrevista, a jornalista, cuja identidade é protegida por determinação policial, foi chamada de "gostosinha" e ouviu que o cantor "a quebraria no meio". Na ocasião, internautas criticaram o comportamento do artista e levaram a hashtag #RipBiel ao topo dos trending topics mundial do Twitter. 

Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube dias após a repercussão do caso, o funkeiro pediu desculpas à jornalista e a todas as mulheres que se sentiram ofendidas. "Nunca imaginei que minhas palavras pudessem machucar de fato quem me entrevistava. Então eu estou aqui para pedir desculpa", disse. 

A denúncia gerou impacto na carreira do artista. O Comitê dos Jogos Olímpicos do Rio decidiu desconvidar o cantor para o revezamento da Tocha Olímpica. O caso foi registrado na 1ª Delegacia da Mulher (DDM) de São Paulo, no dia 8 do mês passado. 

Campanha Sem Assédio na imprensa 

IMPRENSA lançou a campanha #SemASSÉDIOnaimprensa. O objetivo é mostrar como repórteres do sexo feminino e masculino estão expostos ao assédio moral e sexual, tentando encontrar ao lado de especialistas e das entidades ligadas à imprensa formas de reduzir/acabar com esse tipo de ação com soluções práticas. 

Convidamos jornalistas e comunicadores de todo o Brasil a contar suas histórias, sob anonimato, se assim o desejar, para que todos possam ficar de olho e ajudar no combate ao assédio à imprensa. 

Os interessados podem mandar seus relatos para o e-mail: redacao@portalimprensa.com.br, colocando no assunto: depoimento sem assédio na imprensa. Garantimos que sua identidade e a do assediador serão mantidas em sigilo.