Paulo Moreira Leite deixa sucursal de Brasília da "IstoÉ" e assume a direção do Brasil 247

Christh Lopes* | 04/08/2014 16:00
O jornalista Paulo Moreira Leite acaba de assumir a direção editorial do site Brasil 247. Após mais de um ano e meio como diretor da sucursal da revista IstoÉ em Brasília, ele agora se dedica integralmente ao site, produzindo conteúdos exclusivos.

A mudança marca a nova fase de reformulações do veículo, que quer oferecer um conteúdo ainda mais completo, sobretudo, em meio à corrida eleitoral. “O 247 é referência na cobertura política do País”, disse Leite em entrevista exclusiva à IMPRENSA. 

Crédito:Divulgação/IstoÉ
Paulo Moreira Leite é o novo diretor editorial do site Brasil 247
Dentre as responsabilidades do jornalista, ele fará reportagens e entrevistas para o site, além das já conhecidas análises sobre o cotidiano do brasileiro. “Vamos fazer a cobertura do que for de interesse do cidadão. Eleição, economia, tudo. Vou dar minha contribuição”. 

Sobre sua saída da IstoÉ, o jornalista destacou que o "bom jornalismo não escolhe época nem veículo". "Aprendi a gostar do 247 desde o primeiro dia. Ele reúne a velocidade da internet com a qualidade do jornalismo",  completou.

Com mais de 40 anos dedicados ao jornalismo, Leite agora aposta no projeto desenvolvido pelo colega Leonardo Attuch. O 247 foi criado em 2011, com a pecha de ser o primeiro jornal brasileiro feito para o meio digital. “A chegada do Paulo é um marco na profissionalização da internet, pois sinaliza que empresas voltadas para as plataformas digitais já conseguem atrair os melhores talentos do jornalismo”, disse Attuch. 

A contratação do jornalista é a primeira de uma série de mudanças editoriais visando a qualidade dos conteúdos. Hoje, o site conta com uma série de colaboradores influentes na internet, que comentam o cotidiano da agenda pública brasileira. A ideia é transformá-los em blogueiros fixos, conforme o modelo empregado com o novo contratado. 

Mudanças à vista

Com o crescimento da plataforma e do público, Attuch pretende ampliar a veiculação de seu conteúdo. “Em breve, teremos também uma revista semanal eletrônica e a experiência do Paulo será vital para o seu sucesso". Em entrevista à IMPRENSA, o executivo revelou que a publicação será “voltada ao mundo do poder e da política” e que ela deverá circular até o início de setembro.

Entre os pontos que também devem ser reformulados, destaque para o design da página. “Começamos a desenhar, mas isso demanda certo tempo. Não é algo imediato. Houve uma mudança no layout há um ano e meio, e agora talvez seja o momento de fazer uma atualização”, diz. No campo editorial, a contratação de novos jornalistas renomados no mercado não está descartada. 

“Estamos tentando. Acontece que vários jornalistas importantes e influentes estão buscando uma maneira de se encaixar nessa transformação de mídia impressa para o digital, e estamos analisando”, admite o executivo, que celebra a chegada de Paulo Moreira Leite como um marco para as empresas de internet que investem em comunicação. 

“Ela transmite um sinal para o mercado de que as novas empresas de internet têm sido capazes de atrair grandes nomes do jornalismo. É um exemplo de percepção do mercado em relação à mídia digital. Nosso objetivo é competir em pé de igualdade com os grandes veículos tradicionais, e tendo os melhores jornalistas neste esforço”. Na avaliação de Leite, sua contratação não é o primeiro passo para a adaptação de jornalistas à rede, mas um dos passos. 

“Não é o primeiro, há outros. Temos grandes jornalistas com uma presença muito grande e atuação na internet, como Juca Kfouri e Ricardo Noblat”, diz. Ao ser questionado a respeito da adaptação à internet, ele diz não haver muitas dificuldades, uma vez que “no jornalismo não tem muita invenção. O jornalismo vive de notícias e vive de opinião, e acho que posso contribuir tanto para notícias aqui em Brasília, como posso contribuir também com opinião, análise e interpretação das coisas”, afirma.

Com passagens nos jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, e nas revistas Veja, Época e IstoÉ, Paulo Moreira Leite afirma que a iniciativa do portal de contar com seu trabalho é fruto de uma longa carreira dedicada ao jornalismo. “Tenho 40 anos de profissão, e venho para somar em uma equipe aguerrida, que a gente vê que em tão pouco tempo, conseguiu ser um jornal que hoje em dia lidera entre seus principais concorrentes”.