Tribunal militar egípcio prende jornalista por investigar golpe de Estado frustrado

Redação Portal IMPRENSA | 09/11/2015 15:30
O jornalista Hosam Bahgat está detido desde o último domingo (8/11) na justiça militar do Egito por ter publicado no mês passado uma reportagem investigativa sobre um frustrado golpe de Estado no país. Ele foi interrogado e ficará preso no mínimo por quatro dias enquanto ocorrem as investigações.

Crédito:Reprodução/Twitter
Jornalista é acusado de publicar informações que atentam contra a paz social

De acordo com El Mundo, Bahgat revelou o julgamento militar de 26 oficiais das Forças Armadas egípcias em agosto por tentativa de derrubar Abdul Fatah Khalil Al-Sisi. Os soldados também foram acusados de colaboração com os líderes da Irmandade Muçulmana.

O jornalista está sendo ausado de publicar informações que atentam contra a paz social. A prisão de Hosam Bahgat gerou uma onda de denúncias. De acordo com a Anistia Internacional, a detenção do repórter é o "último prego do caixão da liberdade de expressão" no Egito.

"A prisão de um importante defensor da liberdade de expressão no Egito é um sinal claro da determinação das autoridades egípcias em continuar seu ataque feroz contra o jornalismo independente e da sociedade civil", acrescentou  Philip Luther, diretor da entidade no Oriente.

Leia também
Sindicato dos jornalistas egípcios denuncia desaparecimento de jornalista no país
- Emissora egípcia perde licença após ser invadida pelo departamento de censura