Apresentador terá de indenizar "Caras" após anúncio falso sobre coluna

Redação Portal IMPRENSA | 14/12/2015 17:00
O apresentador de TV e colunista social Domingos Sávio da Silva e a sua empresa — Sávio Pereira Produções — foram condenados pelo juiz da 5ª Vara Cível de Cuiabá, Jorge Lafelice dos Santos, a pagar R$ 6 mil de indenização por dano moral à Editora Caras S/A por ter afirmado, em 2010, o lançamento inverídico de sua coluna na publicação. 

Crédito:Reprodução/Facebook
Sávio Pereira foi condenado por fingir ter coluna na revista Caras

De acordo com o Folhamax, o magistrado considerou que Silva teria se aproveitado do sucesso da revista para anunciar o suposto lançamento de sua coluna. O anúncio foi feito durante uma festa de confraternização pelo contrato feito entre a empresa do jornalista e a editora para anúncios na edição impressa de Caras

No processo, a editora disse "jamais ter havido qualquer parceria entre as partes", de modo que eram falsas as informações divulgadas pelo "Programa Sávio Pereira". A empresa ainda ressaltou que o apresentador "não é, nem nunca foi colunista de sua equipe". 

Em sua defesa, o apresentador alegou ter sido procurado pela editora para uma "avaliação de interesse em fazer anúncios na revista Veja" pelo valor de R$ 14 mil por página. Ele, então, decidiu comemorar a assinatura de contrato com a empresa de comunicação, documento que foi apresentado ao magistrado. 

Em sua decisão, o juiz decidiu que a editora e a revista haviam sido utilizadas pelo jornalista de "forma flagrante e abusiva", com a finalidade de "aproveitamento de seu apelo comercial" por parte de Silva. 

"Nesse sentido, ficou demonstrada a conduta ilícita da ré, conforme acima apontado, bem como, o nexo causal e o dano sofrido pela autora, eis que, com a ampla divulgação de informações inverídicas e a sua vinculação à requerente, é possível presumir que a honra objetiva desta tenha sido atingida, ou seja, a atitude ilícita da ré prejudicou a reputação e credibilidade da autora perante, principalmente, a população que acompanhou o evento realizado no dia 09/03/2010. Destarte, neste diapasão, nos resta somente fixar o valor indenitário decorrente de tal lesão imaterial", concluiu.


Leia também
"CartaCapital" terá de indenizar faculdade em R$ 90 mil por reportagem ofensiva
STJ julga recurso de Benedito Ruy Barbosa contra o SBT por direitos de "Pantanal"
Juiz nega pedido de indenização movido por jornalista contra Joaquim Barbosa