Só em 2014, ONG recebeu cerca de 104 mil denúncias de crimes de ódio na web

Redação Portal IMPRENSA | 30/09/2015 13:00

A ONG Safernet, que desde 2005 tem um site para receber denúncias anônimas de crimes contra os direitos humanos na internet, recebeu no ano passado cerca de 104 mil denúncias. As informações foram repassadas para a polícia e ao Ministério Público e ajudaram a remover da web 2.400 sites com conteúdo ofensivo.


Segundo o G1, a Polícia Civil e o Ministério Público estão trabalhando juntos para identificar os criminosos. As denúncias foram feitas em todo o Brasil, como aconteceu na cidade de Goiânia (GO), após dois anos de investigação, uma operação da Polícia Civil de Goiás tentará prender uma quadrilha especializada em crimes na internet. São mais de 90 policiais nessa operação para prender mais de 20 pessoas. “Eles realizam transferências fraudulentas de contas, pagamento de boleto, compras pela internet e mexem também com a questão do cartão clonado", revelou a delegada Mayana Rezende.


Para poder incluir uma denúncia, o processo é fácil, o usuário entra no canal, escolhe o tipo de crime que quer denunciar — seja  racismo, xenofobia, intolerância religiosa, homofobia, entre outros —, coloca o endereço da página na denúncia. Depois ainda é possível acompanhar o andamento do processo, de forma anônima.


Leia também

- Discursos de ódio na web esquentam debate sobre limites da liberdade de expressão

- “Ninguém vai para cadeia com essa pena”, diz presidente da Safernet sobre Lei Dieckmann

- ONG dedicada ao combate de crimes na Internet contesta rescisão de parceria com MPF-SP