Frota deve prestar depoimento no MP por incitação à violência em programa da Band

Redação Portal IMPRENSA | 13/08/2015 13:00
O ator Alexandre Frota deve comparecer nos próximos dias ao Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) para prestar depoimento sobre o episódio em que disse ter feito sexo com uma mãe de santo e provocado o desmaio da vítima durante participação no extinto programa "Agora É Tarde", da Band, em 2014.

Crédito:Reprodução
Ator é investigado por suposta incitação à violência em programa da Band

De acordo com a Folhapress, a entrevista reprisada em março deste ano gerou críticas dos telespectadores nas redes sociais. Em razão disso, Frota foi convidado a depor sobre o caso em um Procedimento de Inquérito Criminal (PIC), mecanismo preparatório de investigação, que pode dar origem a uma ação judicial, dependendo do entendimento da promotoria. 

O caso

Em participação no "Agora É Tarde", o ator divulgou o espetáculo de stand up "Qual é o Negócio?". Em tom de piada, relatou que teria dito à mãe de santo que “queria dar uns pegas” e, diante da falta de resposta, teria começado o sexo.

O momento que mais despertou indignação nas redes sociais se deu quando o ator afirmou que a mãe de santo teria desmaiado. "Eu fiz tanta pressão na nuca da mulher que ela dormiu, apagou", disse. Após a reprise do programa e depois  das críticas nas redes sociais, Rafinha Bastos defendeu Frota, dizendo que a história era uma ficção.

Assista ao vídeo:



Leia também