Sindicato dos Jornalistas do Paraná denuncia assédio moral em emissora de universidade

Redação Portal IMPRENSA | 23/07/2015 14:30
O Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná (Sindijor) denunciou na última quarta-feira (22/7) diversos atos de assédio moral cometidos pela Fundação Unicesumar (Centro Universitário Cesumar) – proprietária da Rádio e TV UniCesumar – contra jornalistas, técnicos radialistas e estagiários. 

Crédito:Reprodução
Sindijor acusa emissora de assédio moral contra funcionários

Segundo a nota, o Sindijor-PR repudiou as ações da emissora que, de acordo com a denúncia, faz uso de seu poder hierárquico para ferir psicologicamente seus funcionários. O comunicado ainda ressalta que ação fere "relações trabalhistas, o processo de construção do conteúdo jornalístico e a disseminação da notícia". 

Além do assédio moral, o sindicato também apontou negativamente sobre o uso de técnicos radialistas e estagiário em funções jornalísticas. "Um desrespeito à regulamentação da profissão e uma forma de fraudar a remuneração em Convenção Coletiva do Trabalho", diz o trecho da nota. 

"O Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná solidariza-se com os profissionais e com os estudantes que denunciaram os atos de assédio moral ocorridos na Fundação UniCesumar e reafirma o compromisso de combater o assédio na sociedade e estar ao lado dos denunciantes, fazendo valer essa representação, na busca de melhores condições de trabalho e de aprendizado dos alunos", diz um trecho da nota.


Leia também
TJ condena "O Globo" a indenizar ex-chefe de Polícia do RJ por danos morais
Em nota, Editora Atitude critica matéria do "Estadão" baseada em relatório da Lava Jato
Justiça proíbe novas demissões no jornal "A Tribuna" até julgamento de ações