"O Globo" lança blog para checar declarações de candidatos em campanha eleitoral

Lucas Carvalho* | 15/08/2014 16:15
No último dia 6 de agosto, o jornal O Globo colocou no ar o blog “Preto no Branco”. A plataforma seleciona trechos e frases de declarações de candidatos às eleições em 2014 e compara com dados públicos oficiais. O objetivo é mostrar se as informações usadas pelas campanhas políticas são, de fato, reais.

Crédito:Reprodução/Twitter
Cristina Tardáguila é editora responsável do projeto

O blog classifica as declarações analisadas em sete categorias: “Exagerado” (quando a informação é correta, mas o dado foi levemente distorcido), “Contraditório” (quando a informação vai contra o que o próprio candidato já disse anteriormente), “Verdadeiro, mas...” (a informação está correta, mas vale uma ressalva), “Insustentável” (quando não há dados públicos que comprovem a declaração) e “Ainda é cedo para dizer” (quando a informação poderá ser verdadeira, mas ainda não), além dos tradicionais “Verdadeiro” ou “Falso”.

“Queremos ver se eles estão mesmo dizendo a verdade. É algo simples porque parte de uma tarefa que as redações já fazem cotidianamente - checar o que os candidatos dizem. Mas também é ambicioso porque está inspirado em projetos que já existem no exterior e inclui uma plataforma online”, diz Cristina Tardáguila, editora responsável por coordenar o projeto.

A inspiração vem do site americano FactCheck e do argentino Chequeado. Ambos os projetos já foram premiados internacionalmente por seu trabalho em checar as informações divulgadas por políticos. “O blog acaba sendo também um exercício interessante para estimular o brasileiro a ser mais crítico com o que ouve, e mostra que qualquer um pode checar o discurso político”, acrescenta Cristina.

A jornalista chama a atenção para o fato de que o trabalho de apuração do “Preto no Branco” é detalhado em cada postagem. “É muito importante que a checagem seja feita apenas com informações que o leitor poderia encontrar. Não valem recursos tradicionais de redação a que eles não teriam acesso, como assessorais de imprensa, por exemplo”, destaca. "Há sete possibilidades [de resultados]. Entre o verdadeiro e o falso, há diversos tons de cinza."

Recepção

“O trabalho tem sido tanto que ainda não deu muito tempo para avaliar a recepção do projeto”, comenta Cristina. Para ela, ainda é cedo para dizer que o blog é um sucesso. No entanto, a jornalista comemora o fato de o “Preto no Branco” já ter conquistado um espaço na edição impressa de O Globo, na página 3 – a principal de “Política.

Crédito:Reprodução
Blog checa declarações de candidatos das próximas eleições

Candidatos à presidência como Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), além dos postulantes à vaga de governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) e Marcelo Crivella (PRB) já tiveram declarações questionadas no site. Segundo Cristina, apenas o presidenciável Eduardo Campos (PSB, que morreu no dia 13 de agosto) e Lindbergh Farias (PT), candidato ao estado fluminense, responderam oficialmente ao jornal pela iniciativa – ambos através do Facebook.

“Aos dois, conforme previsto no projeto inicial do blog, abrimos espaço para réplica sem qualquer hesitação. Nos dois casos, no entanto, mantivemos a ‘etiqueta’ conferida na checagem inicial e, em tréplica, justificamos o porquê. Também é interessante ressaltar que muitos deles retuitam seus ‘verdadeiros’”, conta a jornalista.

Imparcialidade

Sobre a delicada relação com a imparcialidade num projeto como esse, Cristina afirma que não se trata de uma questão de desafio, e sim de obrigação. “Nossos textos são enxutos, sem adjetivos. Eles devem ficar restritos às ‘etiquetas’. Não podemos ser panfletários nem a favor nem contra ninguém”, ressalta a jornalista.

O objetivo é oferecer ferramentas para que o eleitor possa dar seu voto de modo consciente. “Não somos ferramentas para eleger ou derrubar candidatos. Somos apenas mais um simples serviço de informação à sociedade brasileira”, conclui.

* Com supervisão de Vanessa Gonçalves

Leia também