Manual de Verificação ganha versão em português e ajuda a checar conteúdos da web

Alana Rodrigues* | 25/07/2014 14:00
O Centro Europeu de Jornalismo (EJC) e a agência Paradox Zero lançaram a versão em português do Verification Handbook (Manual de Verificação) voltado para jornalistas. Como o nome sugere, a produção auxilia profissionais a checarem a veracidade de informações que surgem em grande demanda na internet e nas redes sociais em situações de emergência.

Crédito:Reprodução
Obra ajuda a conferir informações divulgadas no meio online

Lançado oficialmente em fevereiro de 2014, o manual foi escrito por jornalistas de instituições como BBC, Digital First Media, ABC e Storyful, além de outros especialistas em comunicação e tecnologia.

A tradução para o português, primeira feita em outro idioma, foi conduzida com a colaboração de programadores, designers, coordenadores e de jornalistas como Luísa Ferreira, Moreno Osório e Paulo Rebêlo, diretor da Paradox Zero.

De acordo com Rebêlo, o guia apresenta o passo-a-passo para a utilização do conteúdo ao oferecer orientações sobre como lidar com o material gerado pelos usuários nas redes sociais, incluindo relatos, fotos e vídeos compartilhados pelas pessoas.

O diretor destaca que a versão em português já possui mais quatro mil downloads e, a partir do próximo mês, estará disponível na varejista online Amazon também gratuitamente. Para ele, o Manual ajuda a suplementar uma lacuna importante no trabalho jornalístico.

"As redes sociais podem ser nossas maiores aliadas, porque milhões de pessoas estão ali para gerar conteúdo que pode ser de interesse dos veículos. Mas também estão recheadas de fontes e pautas esperando para serem exploradas. Elas podem ser os piores inimigos da imprensa e da sociedade como um todo, porque são terreno fértil para boatos", pondera.

Ausência de apuração

Segundo Rebêlo, o principal erro cometido pela imprensa ao utilizar a internet e as redes sociais é a falta de apuração da notícia. E quando é feita, se baseia, na maioria das vezes, na confiança da fonte e não na verificação técnica.

"O Manual trabalha não apenas com as matérias apuradas pela internet, mas qualquer tipo de apuração que precise de verificação. A quantidade de boatos e conteúdos alterados é cada vez maior e muitos jornais e sites ainda publicam matérias sem verificar tecnicamente a procedência da informação", acrescenta.

Links oficiais:
Web 

* Com supervisão de Vanessa Gonçalves. 

Leia também