Segurança agride fotógrafo da “Folha” em entrada de AMA em São Paulo

Redação Portal IMPRENSA | 25/04/2014 11:30
O fotógrafo Zanone Fraissat, da Folha de S.Paulo, foi agredido na última quinta-feira (24/4) no momento em que registrava um protesto contra a violência na Assistência Médica Ambulatorial (AMA), no Capão Redondo, na zona sul de São Paulo.

Crédito:Reprodução/Flickr
Zanone Fraissat foi agredido por segurança de AMA do Capão Redondo (SP)

De acordo com o jornal, os funcionários da entidade fizeram uma manifestação silenciosa contra as agressões de pacientes insatisfeitos com o serviço na unidade. Há um ano, a AMA passou a atender 24 horas, mas as agressões começaram há cerca de seis meses.

Apesar de o jornalista estar na rua, o segurança disse que era proibido tirar fotos no local. Não satisfeito, tirou a máquina fotográfica das mãos do profissional e o empurrou contra uma moto. Ele também jogou o equipamento no chão e os cacos da lente quebrada feriram a mão do fotógrafo. 

Momentos depois, o homem puxou Fraissat para dentro do local e o ameaçou. "Aqui dentro eu posso te bater", disse. O agressor teve de ser contido por colegas que presenciaram o episódio. A entidade que gerencia a AMA não comentou o caso.

A prefeitura criticou o ocorrido e disse que vai investigar a ação com o órgão. O caso foi registrado na delegacia do bairro.

Leia também