Silas Malafaia pede desculpas à Eliane Brum por ofensa em entrevista ao New York Times

Redação Portal IMPRENSA | 29/11/2011 10:34
Após a repercussão da entrevista ao The New York Times, na qual chamou Eliane Brum de "vagabunda", o pastor evangélico Silas Malafaia pediu desculpas à jornalista por meio de seu perfil no Twitter, afirmando ter sido um "mal-entendido", noticia o site gospelmais.

O pastor disse que utilizou uma palavra "inapropriada" para se referir ao tipo de artigo que a jornalista escreveu, mas que não se referia ao caráter de Eliane. "Na verdade, mencionei a palavra 'vagabunda' para qualificar o caráter do artigo escrito por ela, o qual era preconceituoso. De forma nenhuma me referi ao caráter da jornalista".

Ele disse que "errar é humano" e que enviou um e-mail à Eliane. "Após o mal-entendido, enviei um e-mail para Eliane Brum, esclarecendo o fato e pedindo as devidas desculpas", escreveu, no microblog.

Malafaia lamentou a repercussão negativa da entrevista de quase uma página no periódico norte-americano. "Algo raríssimo de acontecer com um brasileiro; a mídia se focou apenas em uma palavra", reclamou. "É só isso que se pode aproveitar dessa reportagem?".

O pastor da Assembleia de Deus ofendeu Eliane por causa de um artigo no site da revista Época, em que a jornalista abordou a intolerância com pessoas ateístas por parte dos adeptos às "novas fés", referindo-se ao crescente número de fiéis às igrejas evangélicas, "em uma disputa cada vez mais agressiva por fatias no mercado entre as grandes igrejas".

Eliane respondeu ao insulto, com uma nota publicada na última segunda-feira (28), junto com a coluna "Nossa Sociedade", também na Época. "A afirmação do pastor é autoexplicativa: ao atacar minha honra por discordar de minhas ideias, ele proporciona a maior prova do acerto e da relevância do meu artigo."

Leia mais