Coleguinhas: O empreendimento sustentável da jornalista Monique Klein

Redação Portal IMPRENSA | 07/04/2016 15:15
Crédito:arquivo pessoal
Cortar, costurar, desenhar e empreender de forma sustentável. Essa se tornou a rotina da jornalista Monique Klein em 2010, quando entrou em um projeto de incubadora de empresas no Mato Grosso do Sul. Após a experiência, abriu a Campo Grande a Tiracolo, que produz sacolas retornáveis com banners e bolsas de lona reciclada.

Monique, que é carioca, começou a carreira na rádio AM, passou para a rádio Globo, onde ficou dois anos, e se mudou para o MS a convite de um amigo. No estado, trabalhou na TV Morena e se especializou em jornalismo rural. A vida dela, porém, mudou de rumo com a maternidade. Decidiu, então, largar tudo para cuidar do único filho.

A jornalista chegou a lecionar em três universidades, mas acabou se especializando em educação ambiental. Em quase cinco anos de trabalho, a Campo Grande a Tiracolo entrou para o programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios e foi escolhida como case de sustentabilidade pelo Sebrae. Os produtos também já foram exportados para os Estados Unidos e o Japão.

Para a jornalista, o maior retorno é a satisfação dos clientes. “Me preocupo muito com a qualidade porque o material reciclado ainda sofre preconceito no mercado, mas, em geral, a aceitação é muito boa.” Monique conta apenas com uma ajudante, dona Marilza, que desmancha os malotes e funciona como seu “braço direito”.

As costureiras são terceirizadas. Apesar da equipe pequena, a produção rende. Por mês, são produzidas de cinquenta a cem bolsas de malote e até cinquenta de banner, quando encomendadas. A formação em jornalismo também a ajuda no empreendimento. “Estou aprendendo muito como empresária, mas uso meu faro de repórter para fisgar boas oportunidades e divulgar nosso trabalho nas redes sociais.”