10 respostas mais sinceras


O jornalismo, além de nos informar, muitas vezes nos faz rir. E muito. Algumas das melhores risadas dos telespectadores podem ter acontecido enquanto assistiam a uma conversa entre um repórter e uma "peça rara". IMPRENSA refrescou a memória e listou as dez respostas mais criativas já dadas a jornalistas.

Redação Portal IMPRENSA | Julho de 2015
 
 
   
 
ANA LUIZA COMENTA SOBRE AS MANIFESTAÇÕES


A garotinha Ana Luiz decidiu ir com a tia a uma manifestação na cidade de Teresina (PI). Lá, foi abordada por uma jornalista, que pediu para a menina expor sua visão a respeito do movimento. "Uma perda de tempo", ressaltou. A repórter ainda a instigou, perguntando se aquilo poderia mudar algo. E recebeu um "não" beeeeem sonolento. 



DÁ PRA FICAR EM CASA SÓ JOGANDO VIDEOGAME, JOÃO?


Uma repórter foi cobrir a falta de aulas por Licença de Tratamento da Saúde (LTS) concedida a professores e decidiu questionar um garoto sobre games e a escola. "João, não dá pra ficar em casa só jogando vídeogame, né?", perguntou. "Dá, sim!", respondeu o João, sem pestanejar. Será que ela pensou que a resposta seria negativa?




ANA PAULA PADRÃO LEVA FORA DO TREINADOR DE ARTHUR ZANETTI


Mesmo após ser campeão olímpico, o técnico do ginasta brasileiro Arthur Zanetti, Marcos Goto, ressaltava que o atleta "não teria descanso", já que outras competições iriam começar. "Eu não queria ser sua atleta, não", interrompeu a jornalista Ana Paula Padrão. A resposta veio rapidamente: "É por isso que você é repórter e ele é campeão olímpico", disse o treinador. Ana Paula ainda comentou a "patada" com um "quem pergunta o que quer, ouve o que não quer", aos risos. É verdade. 



MILENA QUE FOI FAZER O ENEM


O assunto era tenso e envolvia o futuro de milhares de jovens em busca de uma vaga em grandes universidades: o Enem. Mas, a Milena veio pra quebrar o clima. Ao contrário de muitos estudantes, ela estava "zen". Ao ser perguntada sobre "onde gostaria de estar no ano que vem", uma pergunta que devia ter sido respondida com a universidade pretendida, Milena foi além. "Ano que vem eu quero estar na praia vendendo minha arte, das coisas que a natureza dá pra gente". No fim do vídeo, fica para a repórter responder o curso pretendido por Milena: administração. Será?



EU NÃO TRABALHO NA ESQUINA


Uma reportagem investigava o "mãos de tesoura", pessoa suspeita de rasgar anúncios de venda de imóveis. A jornalista, ao melhor estilo Sherlock Holmes, resolveu "enquadrar" um rapaz: "Você trabalha aqui na esquina e não viu nada?", questionou. "Eu não trabalho na esquina, não, trabalho dentro da loja. Não tem como eu ver, não", respondeu o rapaz. Faltou clareza na pergunta, não? 



HERRERA NÃO PEDE MÚSICA NO FANTÁSTICO


A hora do esporte no "Fantástico" é famosa por conceder uma escolha de música ao jogador que consegue marcar três vezes em uma só partida. Com Herrera, argentino que à época atuava pelo Botafogo-RJ, não foi diferente. "Tem música pra pedir, Herrera?", perguntou o jornalista. "Música para quê?", respondeu o jogador, sem compreender. O repórter ainda explicou o quadro, mas não conseguiu convencer o argentino. "Não, mas eu não vou pedir música, não", deu fim ao papo. "Bola murcha" da rodada para o repórter. 



HOMEM COBRA FALA SOBRE "DESRUGAMENTO" DE PELE


Um rapaz foi preso por atirar uma pedra contra um veículo. O que chamou a atenção no vídeo foi a explicação usada para justificar a ação, de que a atitude foi uma "defesa contra sistema de 'desrugamento' de pele com trabalho para fazê-lo se transformar em cobra". A grande questão é: o que é isso? Ao fim, o "homem-cobra" ainda se gaba de seu corpo. "É estadual, legal e bonito". Tirem suas conclusões. 



GAROTA É PRESA POR DIRIGIR BÊBADA E BATE-PAPO COM JORNALISTAS


Outro caso para lista dos alcoólatras de plantão. Uma garota foi presa ao tentar dirigir embriagada, mas isso não a entristeceu. Pelo contrário. Ela levou em consideração todos os níveis de que a "zoeira não tem limite". Preocupada, declarou que seria morta pelo pai. O jornalista pediu para que, então, mandasse uma mensagem a ele, e recebeu uma enorme gargalhada como resposta. "Pai, te amo, não me mata", rindo. Entre olhares e flertes, ela ainda tenta conquistar algum jornalista. No fim, a câmera ainda flagra a garota mandando beijos para os "seus fãs", vulgos jornalistas. 



FÍSICA DO PETREFIOLISMO


"Você acredita em simpatia?", pergunta a repórter. "Eu acredito, tem que ser simpática", respondeu a entrevistada. O momento alto acontece quando a mulher disserta sobre a "física do petrefiolismo". O que é isso? Ela responde: "É o funcionamento do sistema imunológico do seu corpo". É bom importante ressaltar que ela havia sido questionada sobre feitiçaria. 



MARINHO DESCOBRE QUE ESTÁ SUSPENSO


O jogador Marinho, do Ceará, saiu muito feliz por ter feito o gol de empate de sua equipe contra o Santa Cruz, aos 47 minutos do segundo tempo. Mas durou pouco. Enquanto concedia entrevista aos jornalistas, o jogador foi surpreendido ao descobrir que havia levado o terceiro cartão amarelo por tirar a camisa e, por consequência, não jogaria a próxima partida. "Tô fora? Que merda, hein. Não sabia, não, só tomei contra o Atlético-GO, não sabia que tinha dois cartões. Que merda".



     
 
Portal IMPRENSA
Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

IMPRENSA na TV

Eventos Oficinas Anuncie Contato
Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora
Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação
Especiais Edição do Mês Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA
PR Newswire Acervo IMPRENSA Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia
Fórum Água em Pauta Contato
Fórum Liberdade de Imprensa
Fórum AIDS e o Brasil
Mídia.JOR
 
Imprensa Editorial Ltda.
R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP: 05058-020
www.portalimprensa.com.br | Tel 011 3729-6300/4800