10 mortes anunciadas antes da hora


Em busca do furo da reportagem, muitos portais tentam correr para publicar uma notícia antes da concorrência. Quem imagina que a rapidez da internet foi a grande responsável por pessoas que morreram antes da hora, se engana. Rádios e TVs também já cometeram esse tipo de erro. Relembre aqui dez notícias sobre a morte de pessoas que ainda estavam vivas.

Redação Portal IMPRENSA | Julho de 2015
 
 
   
 
Em busca do furo da reportagem, muitos portais tentam correr para publicar uma notícia antes da concorrência. Quem imagina que a rapidez da internet foi a grande responsável por pessoas que morreram antes da hora, se engana. Rádios e TVs também já cometeram esse tipo de erro. Relembre aqui dez notícias sobre a morte de pessoas que ainda estavam vivas.

ARIANO SUASSUNA
 
Crédito:Reprodução

Em seu blog no jornal O Globo, o colunista Ancelmo Gois disse que o escritor Ariano Suassuna havia morrido. Vinte minutos depois, o jornal usou o Twitter para avisar que a notícia era um engano. A justificativa do jornalista quase deu poderes divinos à sua fonte, a Academia Brasileira de Letras. Ele publicou uma nota se desculpando e dizendo que a ABL havia “voltado atrás” em relação à morte de Suassuna. O escritor veio a falecer no dia seguinte, em julho de 2010. 


PAUL MCCARTNEY

Não é só a imprensa brasileira que comete a gafe. Em 1969, um ouvinte ligou para a rádio norte-americana WKNR-FM e informou que o baixista dos Beatles estava morto. A notícia repercutiu muito na época e corrobora com teorias conspiratórias até hoje, segundo as quais McCartney realmente morreu na ocasião e desde a data e vem sendo substituído por um sósia. 

ROMEU TUMA
 
Crédito:Reprodução


Com mais de um mês de antecedência, o site da Folha de S. Paulo “matou” o então senador Romeu Tuma. Ele estava internado na UTI do hospital Sírio Libanês e, segundo o boletim médico, o boato de sua morte foi divulgado por “fontes desconhecidas. O site Folha.com acreditou na história e teve de publicar um “erramos” por conta da “barrigada”. De fato, Tuma morreu. Mas apenas em 26 de outubro de 2010, após passar 56 dias internado.

SILVIO SANTOS
 
Crédito:Reprodução


Segundo o site da revista Superinteressante, em 2009 o portal especializado em notícias de celebridades O Fuxico noticiou que Silvio Santos havia passado mal nas gravações de seu programa e teria sido internado no Hospital Albert Einstei. Sim, a nota foi publicada “com riqueza de detalhes”, como analisou a Super. Tudo foi esclarecido quando o site afirmou ter sido invadido por hackers. Desde a época, Silvio Santos passa muito bem, obrigado. Não foi a primeira vez que uma “brincadeira” falou sobre a morte do dono do Baú na imprensa. Em 2003 o próprio Silvio Santos deu uma entrevista irônica à revista Contigo e disse que morreria dentro de seis anos!

ELIZABETH II
 
Crédito:Reprodução


Nem a rainha da Inglaterra escapou da morte antecipada da imprensa. Em junho desse ano, uma repórter da BBC acreditou que o obituário escrito para o caso de Elizabeth II falecer era real. Explica-se: segundo o site da Época, a emissora britânica “faz simulações para planejar como os jornalistas deverão agir na data em que a rainha morrer”. Ao que tudo indica, a repórter Ahmen Khawaja se confundiu com o teste e pensou e acreditou na notícia. Ela publicou em seu Twitter mensagens sobre o falecimento, apagou; depois publicou que a rainha estava internada; apagou de novo. Nesse meio tempo, jornais de todo o mundo já estavam aflitos sobre o estado de saúde de Elizabeth, que divulgou por meio de nota que estava bem de saúde. 
http://epoca.globo.com/tempo/filtro/noticia/2015/06/quando-um-tuite-matou-rainha-elizabeth-ii.html

PELÉ
 
Crédito:Reprodução


O noticiário internacional é campeão em matéria de matar a realeza. Antes do caso da ranha, outro que morreu antes da hora foi o rei do futebol, Pelé. Segundo um tweet de um dos programas da CNN, o ex-camisa 10 da seleção falecera em março de 2014.Pouco tempo depois, a mesma conta no Twitter se desculpou e desmentiu a notícia. "Representantes de Pelé disseram à CNN que ele está vivo e muito bem", dizia a mensagem. Ao mesmo tempo, o perfil de Pelé no microblog estava participando de uma campanha de merchandising. 

EDMUNDO
7. Edmundo 

Ao realizar uma chamada sobre a prisão do ex-jogador Edmundo, o apresentador Willian Leite, na época comandando o “Hora News” da Record News, se confundiu e disse que ele havia morrido. O caso aconteceu em 2011 e tudo não passou de um engano, pois o “Animal”, como Edmundo ficou conhecido nos gramados, está comentando jogos de futebol na Band e segue vivo.

AMIN KHADER
 
Crédito:Reprodução


A Record foi responsável por uma grande “presepada” em 2011. Em seu programa matutino “Hoje em Dia”, os apresentadores falaram, ao vivo, que o humorista e promoter Amin Khader havia morrido durante a madrugada. A notícia se proliferou e amigos do “falecido”, como Tom Cavalcante e Ana Hickman, publicaram mensagens de afeto. Veículos que procuraram a emissora receberam informações até mesmos sobre o local do velório! Mas o humorista estava vivo e na época era funcionário da própria Record, que antes de checar o boato iniciado por David Brazil saiu anunciando a morte.

LUIS MIGUEL

Há cinco anos atrás, a imprensa mexicana espalhou a notícia que o cantor Luis Miguel estava muerto. Se para nós isso não diz muitacoisa, basta pensar o que aconteceria se a imprensa brasileira dissesse que Fábio Junior estava morto para depois ter que desmentir o caso. A confusão começou porque um corpo homônimo ao do cantor mexicano chegou a um necrotério de Los Angeles e a imprensa, alarmista, pensou que se tratava da celebridade. Na ocasião Luis Miguel estava comemorando seu aniversário de 40 anos.


KIRK DOUGLAS
 
Crédito:Reprodução


Outra vítima de obituário publicado antes da hora foi o veterano ator Kirk Douglas. A revista americana People antecipou a produção do material provavelmente por motivo da idade do ator, que está com 98 anos. O pior de tudo para a revista: o título continha os dizeres em caixa alta “NÃO PUBLICAR”. Rapidamente a gafe foi tirada do ar e Douglas se mantém vivo. 


     
 
Portal IMPRENSA
Notícias Revista IMPRENSA IMPRENSA Mídia

IMPRENSA na TV

Eventos Oficinas Anuncie Contato
Home Home Home Programas Home Cursos Home Editora
Opinião Assine Edição do Mês Canal no Youtube Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Conheça + Portal IMPRENSA Redação
Especiais Edição do Mês Prêmio SEBRAE de Jornalismo Descontos Revista IMPRENSA
PR Newswire Acervo IMPRENSA Troféu Mulher IMPRENSA Regulamento IMPRENSA Mídia
Fórum Água em Pauta Contato
Fórum Liberdade de Imprensa
Fórum AIDS e o Brasil
Mídia.JOR
 
Imprensa Editorial Ltda.
R. Camburiú, 505 - 2º andar - Alto da Lapa | São Paulo/SP CEP: 05058-020
www.portalimprensa.com.br | Tel 011 3729-6300/4800