Confira 10 dicas para reter assinantes de mídia

Redação Portal IMPRENSA | 18/08/2020 11:40
As estratégias de assinatura estão se tornando cada vez mais relevantes na indústria de mídia. 

O Laboratorio de Periodismo compartilhou o guia de Julian Thorne, fundador da consultoria The Big Wheel Consultancy, com ideias desenvolvidas especificamente para reter assinantes.
 
Laboratoriodeperiodismo.org  é uma iniciativa da Fundação Luca de Tena que tem o objetivo de apoiar o Jornalismo e promover a sustentabilidade e a independência das empresas jornalísticas.

Nesse sentido, a fundação mantém contato com instituições educacionais e financeiras da Espanha e da América Latina. 

Estes são os 10 destaques do guia:  

Crédito:Internet

1.O segredo do crescimento da assinatura é a alta retenção
O segredo para o crescimento de um negócio de assinaturas é focar em reter assinantes em vez de apenas adquirir novos. Geralmente, adquirir um novo assinante pode custar de 4 a 15 vezes mais do que manter um assinante atual, portanto, a matemática apoia essa estratégia. 

Além disso, os assinantes que não cancelam e que estão felizes irão recomendar espontaneamente o seu produto a seus amigos e colegas. O boca a boca ainda é a melhor e mais barata fonte de obtenção de novos assinantes. 

2.Defina os termos de retenção bem antes de medir 
Ao medir a retenção de assinantes, é preciso ter certeza de definir o que é levado em consideração para que toda a organização esteja alinhada. Por exemplo, Thorne explica: “Em que ponto um ex-assinante que retorna conta como um assinante retido em vez de um novo? Menos de 30 dias após o término do seu contrato anterior ou mais? Você deve contar os assinantes que pagam após um teste introdutório com desconto como assinantes retidos ou assinantes recém-adquiridos? 

3.Use as métricas de retenção adequadas 
Thorne recomenda sempre calcular a taxa de retenção com o volume retido e a receita retida para entender o verdadeiro valor dos contratos não cancelados. 

4.Projete uma experiência do assinante que gere fidelidade
 A retenção do assinante é simplesmente uma medida de fidelidade do cliente. Por exemplo, ler um boletim informativo diário por e-mail durante uma viagem, fazer login em sua conta de informações de dados comerciais assim que você começa a trabalhar ou reserva um tempo no domingo de manhã para ler uma revista após passear com o cachorro. A promoção ativa desses comportamentos comuns por meio do design leva a uma maior retenção de assinantes. 

5. Faça uma promessa que poderá cumprir 'para sempre'
Ao vender um produto por assinatura, faça uma promessa que poderá cumprir 'para sempre'. Todos os produtos de assinatura de sucesso fornecem valor contínuo ao longo do tempo; caso contrário, por que alguém renovaria? Transformar esse valor 'para sempre' em uma simples promessa de vendas pode levar tempo, mas sempre vale a pena o esforço.

 De acordo com o fundador da The Big Wheel Consultancy, “Editores que conseguem articular a 'promessa eterna' correta para seu público-alvo atraem assinantes que permanecem por perto. A razão é simples, o novo assinante quer o valor continuado que a assinatura oferece e permanece quando a promessa de venda for mantida. 

6. As primeiras impressões realmente contam 
Certifique-se de fazer seus novos assinantes se sentirem bem-vindos. Se você acha que o processo de retenção de um assinante começa alguns meses antes de o contrato do assinante expirar, você está cometendo um grande erro. O seu sucesso em receber novos assinantes tem um grande impacto sobre a probabilidade de esses novos assinantes permanecerem com você. 

As primeiras impressões realmente contam. Pergunte a si mesmo se tem orgulho da rapidez, eficiência e cordialidade de sua recepção e, caso não tenha, faça algo rapidamente.

7. Nunca pare de procurar assinantes dispostos a pagar mais 
Dentro de cada base de assinantes, há alguns que extraem mais valor da assinatura do que pagam por ela. Quando você encontrar esses assinantes, um simples aumento de preço afetará diretamente seus resultados financeiros. 

Identificar corretamente esses assinantes é fundamental. Procure por sinais de alto comprometimento e/ou longevidade e execute um teste de preço de retenção controlado. Você pode se surpreender com os resultados e se arrepender de não ter aumentado os preços antes. 

8.Não engane seus fiéis assinantes 
No momento da renovação, seus assinantes muitas vezes se perguntam (ou ao Google) "Posso obter esta assinatura mais barata do que o preço de renovação que eles me oferecem?". Se a resposta for 'sim', isso minou a confiança do assinante de que sua lealdade é valorizada, o que acaba limitando sua capacidade de aumentar os preços.

Isso não significa que não possa fazer ofertas de compra robustas com base em preços, mas significa que essas ofertas devem ser específicas e discretas. 

9. Não permitir que os assinantes que querem ficar saiam (por engano) 
Às vezes, um pagamento recorrente com cartão de crédito ou débito falha por motivos técnicos e não porque o assinante cancelou o pagamento. Para evitar essa 'perda involuntária' é necessário um trabalho detalhado para entender as causas da falha no pagamento, como cartões de crédito vencidos, e implementar processos para reduzir essas falhas. É um trabalho chato, mas importante e sempre vale a pena o esforço.

10. Conheça o custo por aquisição mais caro 
A maioria dos editores sabe o custo médio para adquirir um novo assinante (CPA), mas eles podem não saber qual é o maior custo que pagam para adquirir um novo assinante. Este é um número incrivelmente útil porque, quando comparado ao custo mais alto pago para reter um assinante atual, muitas vezes revela que o dinheiro do marketing deve passar da aquisição para a retenção para gerar um melhor retorno geral. 

Leia também
Bolsonaristas ignoram vírgula de frase para atacar jornalista da GloboNews
Estão abertas as inscrições para o Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados