Blogueira que defende liberdade de expressão é condenada a 4 anos de prisão na China

Redação Portal IMPRENSA | 28/05/2020 11:25
Entidades de defesa da liberdade de expressão, como a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), estão fazendo uma mobilização internacional em favor da blogueira chinesa Liu Yanli. 

De acordo com a RSF, ela foi condenada no dia 24 de abril a quatro anos de prisão, na província de Hubei, pela acusação de ter "estimulado brigas e provocado problemas".

O tribunal teria decidido que 28 artigos publicados pela blogueira sobre o presidente chinês Xi Jinping e o ex-primeiro ministro Zhou Enlai "insultam e atacam o Partido Comunista Chinês e seus dirigentes", "especulam maliciosamente" e "criam problemas, perturbando a ordem pública". 
Crédito:Reprodução RSF
Bancária, Liu Yanli acabou se tornando conhecida por seus textos e seu blog, que se destacam pelo engajamento na defesa da liberdade de expressão na China. 

Esse trabalho a levou a ganhar o prêmio Lin Zhao Memorial da ONG Independent Chinese PEN Center, em 2018, e o prêmio Yu Zhijian Memorial, da ONG Humanitarian China, en 2019.

Em seu esforço para libertar a blogueira chinesa, a RSF e outras entidades que atuam em defesa da liberdade de expressão alegam que a decisão da Justiça de Hubei contraria o artigo 35 da Constituição Chinesa, que garante o princípio da liberdade expressão.

"Liu Yanli tem o direito de fazer comentários políticos em seu blog e não deveria jamais ser incomodada por isso", diz Cédric Alviani, chefe do escritório asiático da RSF.