Programação jornalística alavanca audiência das rádios durante pandemia

Redação Portal IMPRENSA | 06/04/2020 11:43
Num movimento puxado pela programação jornalística, a quarentena tem aumentado a audiência das emissoras de rádio. 

Números obtidos em diferentes partes do mundo apontam a tendência, que já havia sido observada entre portais de notícias e telejornais.

De acordo com a Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), as emissoras de rádio da BBC tiveram aumento de 18% na audiência desde o início da crise ocasionada pelo sars-cov-2 (novo coronavírus).

Também no Reino Unido, a audiência de rádio online da Global, responsável pela Capital FM e emissora de TV LBC, cresceu 15%.

Ainda segundo a Abert, esse movimento contrasta com o visto nos serviços de streaming de música, que nos EUA teriam registrado recuo de 8% desde o começo do surto. 

A título de comparação, tendência de queda semelhante foi observada no site americano da revista Rolling Stone, publicou a Abert.

No Brasil os programas jornalísticos também estão favorecendo a audiência das emissoras de rádio. 

Um exemplo foi a audiência digital obtida pela Jovem Pan durante entrevista realizada na quinta (2) com Jair Bolsonaro, que foi ao ar a partir das 18h, no programa Os Pingos nos Is. 

De acordo com o blog Tudo Rádio, a emissora superou um pico de 365 mil pessoas acompanhando de forma simultânea a entrevista nas plataformas digitais.

Com quase duas horas de duração, a entrevista teve mais de 166 mil acessos simultâneos no YouTube e mais de 57 mil na fan-page da Jovem Pan News no Facebook.