Globo muda grade para dar espaço na cobertura do coronavírus

Redação Portal IMPRENSA | 16/03/2020 09:14
Com o aumento dos casos de coronavírus no país, a Globo anunciou mudanças em sua programação para ampliar o espaço de jornalismo.

A partir desta segunda-feira (16/3), o Bom Dia de cada região terá 30 minutos a mais e será estendido até as 8h30. 

O Bom Dia Brasil, que hoje foi especial sobre o coronavírus,  também passa a ter duas horas de duração, das 8h30 às 10h30. 

Crédito:Reprodução
Com isso, o programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, que se trata de um câncer no pulmão, fica suspenso por tempo indeterminado.

À tarde, o Jornal Hoje será ampliado e avançará, parcialmente, pelo horário do Se Joga.

Já o sinal da GloboNews estará aberto nas próximas duas semanas para informar a população sobre o coronavírus.

Com exceção de uma reportagem sobre o jogador Ronaldinho Gaúcho, preso no Paraguai, o Fantástico de ontem foi todo todo dedicado ao coronavírus.

As mudanças foram anunciadas ontem durante a programação da Globo. 

Veja a nota da TV Globo:

"Atenta aos desdobramentos e impactos do avanço do COVID-19 no Brasil e no mundo, a Globo está adaptando a sua programação e ampliando o espaço para o Jornalismo, levando em conta os interesses e necessidades do público.

A partir desta segunda-feira, dia 16, o ‘Bom Dia’ de cada região terá 30 minutos a mais de duração, indo até 8h30. O ‘Bom Dia Brasil’ também terá seu tempo estendido e passará a ter duração de duas horas, sendo exibido de 8h30 às 10h30, e entregando a programação para o ‘Encontro com Fátima Bernardes’. 

Na parte da tarde, o ‘Jornal Hoje’ terá seu horário ampliado, ocupando parcialmente o horário do ‘Se Joga’. Durante todo o dia, o Jornalismo trará todas as atualizações do assunto, em flashes ao vivo.

Com a ampliação da cobertura jornalística na programação, temporariamente o ‘Mais Você’ não será exibido. As medidas são por tempo indeterminado e as mudanças serão informadas ao público na medida em que forem definidas."

Leia também: 
Jornais liberam acesso a conteúdo sobre pandemia de coronavírus a não assinantes
São Paulo aprova multa de R$ 5 mil para quem produzir ou compartilhar fake news