Pesquisa revela alta desconfiança dos americanos nas mídias sociais

Redação Portal IMPRENSA | 04/02/2020 14:06
Focada no processo eleitoral dos EUA, que terão eleições presidenciais este ano, uma pesquisa do instituto Pew Research Center divulgada no fim de janeiro revelou que republicanos e democratas sentem muito mais desconfiança do que confiança nas redes sociais como fontes de informações de política e eleições.  

Baseada em entrevista com 12,043 americanos adultos, feitas entre 29 de outubro e 11 de novembro, a pesquisa revelou que Facebook, Instagram e Twitter são as plataformas que geram mais desconfiança nos eleitores.

Mais usada na disseminação de notícias sobre política e eleições dentre as seis redes sociais analisadas pelo estudo (Facebook, YouTube, Twitter, Instagram, LinkedIn, e Reddit), o Facebook gera desconfiança em seis entre 10 adultos americanos.
Crédito:Reprodução G1
Desconfiança dos eleitores americanos nas mídias sociais é grande, abrindo espaço para o jornalismo
Entre os democratas o índice de desconfiança no Facebook é ligeiramente menor, de 59%, contra 62% entre os republicanos. No caso do Twitter, 48% do total consideram a plataforma pouco confiável, contra 42% do Instagram.

Entretanto, entre os que informaram usar as mídias sociais como a maneira mais usual de obter notícias, o índice de confiança nessas plataformas é maior, enquanto a preocupação quanto à influência das fake news nas eleições americanas deste ano é menor.

A pesquisa também mostrou que o Facebook é usado por 25% dos americanos como fonte de notícias de política, índice que coloca a plataforma atrás das emissoras de TV Fox News, CNN, ABC, CBS e NBC nesse quesito - mas à frente de  New York Times (20%), Washington Post (17%) e Wall Street Journal (13%).