Circulação de fake news aumenta 61% em ano eleitoral

Redação Portal IMPRENSA | 02/01/2020 12:31
A disseminação de fake news nas redes sociais cresce consideravelmente em anos de eleições. Segundo um relatório feito pelo dfnd lab, laboratório de cibersegurança da Psafe Tecnologia, o número de notícias falsas em 2019 caiu 61% em relação ao 2018, ano de eleições presidenciais. A constatação foi feita através de um aplicativo instalado nos celulares. 
Crédito: Vchal/iStock


De janeiro a outubro de 2018, 15.518.511 de fake news circularam pelas redes sociais. No mesmo período do ano passado, esse número caiu para 5.904.203, 61% a menos. 

No ranking das fake news, porém, o tema saúde lidera a lista, principalmente com o movimento antivacina, seguido por política e celebridades. 

“A prática [disseminação de fake news] se tornou conveniente também para influenciar a opinião pública. É muito importante ter o questionamento, de procurar saber a fonte de qualquer notícia que receber”, disse, em entrevista ao Jornal da Globo, o CEO da Psafe Tecnologia, Marco Antônio de Melo. 

Leia também:
Para Barroso, ao combater fake news na Justiça há risco de impor censura
WhatsApp faz campanha contra fake news no Brasil