Pesquisa mostra que 30 milhões de brasileiros vivem em desertos de notícia

Redação Portal IMPRENSA | 11/12/2019 17:11
O Brasil possui hoje 11.833 empresas que produzem jornalismo, considerando todas as plataformas de comunicação (impresso, digital, rádio e TV). Elas estão presentes em 2.083 municípios e chegam a 171,2 milhões de pessoas, que corresponde a 82% da população. Porém, 51% dos municípios, com um total de 30 milhões de pessoas, vivem em desertos de notícia, sem veículos jornalísticos, ou seja, sem cobertura significativa de imprensa. É o que revela o Atlas da Notícia, uma iniciativa do Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo), em parceria com Volt Data Lab.

Crédito:Reprodução
A metodologia do projeto é baseada na contabilização de veículos de notícia no Brasil, seja através de pesquisa própria como de colaboração de terceiros. As informações coletadas foram apuradas até 30 de novembro de 2019 por pesquisadores e voluntários em todas as regiões brasileiras.

Há também os quase desertos, municípios que possuem apenas um ou dois veículos jornalísticos. São localidades que correm o risco de se tornar desertos. Esses locais representam 30% dos municípios do Brasil, com um total de 34 milhões de pessoas.

Foram mapeados os fechamentos de 331 veículos jornalísticos desde 2011. Os dados foram obtidos junto à Associação Nacional dos Jornais (ANJ) e também via levantamento próprio do Atlas da Notícia.

Leia também:
Jornalistas de diferentes países assinam declaração em favor de Julian Assange
Queda na liberdade de expressão é global, mas Brasil se destaca negativamente