Equipe do Globo é proibida de participar de coletiva de Crivella

Redação Portal IMPRENSA | 03/12/2019 13:46
A assessoria de imprensa do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, impediu o repórter e fotógrafo do jornal O Globo de participarem da coletiva de imprensa sobre a festa de réveillon de Copacabana, no hotel Fairmont, na orla de Copacabana. Em solidariedade, equipes de TV Globo, Globonews, G1 e CBN, que fazem parte do Grupo Globo, também se retiraram.

Crédito:Gabriel Monteiro / Agência O Globo
Assim que os jornalistas passaram pela porta de entrada do hotel, eles foram abordados pelos assessores de imprensa, que disseram que eles não tinham sido convidados e não poderiam subir ao quarto andar onde haveria a coletiva. Na sequência, a equipe do jornal deixou o local.

“O compromisso do Globo é com seus leitores, e o veículo não deixará de publicar informações sobre a festa de réveillon. A convocação feita pela prefeitura aos veículos de imprensa dizia que, durante a coletiva, a Riotur daria os detalhes da festividade na praia de Copacabana, que neste ano terá quatro palcos”, informou o jornal O Globo em nota. 

O episódio ocorreu dias depois de Crivella ter anunciado, através de vídeo e texto publicados em sua rede social, que não atenderia mais a reportagem do O Globo. 

Leia também: 
Boicote de Crivella ao O Globo viola liberdade de expressão, diz Abraji
Bolsonaro segue Maduro ao adotar medidas contra a imprensa