Para presidente do canal TeleSur da Bolívia, rescisão de contrato é um ato de censura

Redação Portal IMPRENSA | 22/11/2019 12:36
A empresa boliviana de telecomunicações Entel solicitou a rescisão de contrato com o canal Televisión del Sur (TeleSur), com sede em Caracas, para "reorganização da rede". 
Crédito: Reprodução Twitter
Para a presidente da TeleSur, Patricia Villegas, a decisão é um ato de censura por parte das autoridades interinas da Bolívia. “Antes que eles dissessem ter problemas técnicos. Obviamente, a censura não aceita eufemismos. Continuaremos a informar, ratificar nosso compromisso”, escreveu no Twitter, ao postar também o documento encaminhado pela Entel. 

A empresa Entel disse no comunicado enviado à TeleSur que, devido à "reorganização da rede de televisão, informamos sobre nossa intenção de encerrar as 'Condições Gerais de transmissão de sinal da nova Televisão do Sul (TeleSUR)', que foi assinado pelo documento NRO. COBO13061235 de 22 de março de 2017".