Evento discutirá os desafios de falar sobre ciência na era digital

Kassia Nobre | 21/11/2019 09:35
Os desafios de falar sobre ciência na era digital será o tema da primeira edição do Papo em Rede, evento da Rede Brasileira de Jornalistas e Comunicadores de Ciência.  A ação será no dia 29 de novembro, em São Paulo.

André Biernath, presidente da Rede, explica que o objetivo é discutir as vantagens, oportunidades, dificuldades e desafios para o jornalismo e a divulgação científica em tempos de redes sociais e desinformação. 

“Nós pensamos em uma série de projetos de encontros informais para que pudéssemos conversar e discutir um pouco sobre o cenário brasileiro de jornalismo de ciência e da divulgação cientifica. A nossa ideia é fazer outros eventos a partir deste primeiro e que nós possamos discutir as dificuldades que a gente encontra no dia a dia. E resolvemos começar com esta questão de redes sociais e fake news”. 
 
Biernath afirma ainda que o público-alvo não são só jornalistas que cobrem ciência.  

“A gente tem como público-alvo jornalistas que cobrem ciência, jornalistas que cobrem vários assuntos, mas que vez ou outra uma pauta de ciência cai no colo dele. Também congregamos assessores de imprensa, profissionais de comunicação de instituições públicas e privadas, professores, alunos, cientistas interessados em fazer divulgação da ciência e também influenciadores digitais. A gente espera que este grupo veja a rede como um canal de suporte para que eles façam suas reportagens da melhor maneira possível”. 

Crédito:Divulgação Rede


Confira a programação do evento
9h45 – Dois anos de RedeComCiência: o que fizemos até agora e o que ainda vamos fazer (André Biernath – presidente da RedeComCiência) 
10h15 - Mesa redonda - A divulgação da ciência na era dos meios digitais - participação de Iberê Thenório (Manual do Mundo), Laura Freitas e Ana Bonassa (Nunca Vi 1 Cientista) e Gabriel Alves (Folha de São Paulo), com mediação de Ana Paula Artaxo (Ipen)
11h15 - Conferência - Como falar de ciência para o grande público? - Álvaro Pereira Junior (Fantástico, Rede Globo).

A criação da Rede
A Rede foi criada em 2018 como um grupo fechado no Facebook após jornalistas que cobrem ciência participarem da Conferência Mundial de Jornalismo de Ciência. 

“Nós sentimos a falta de um grupo que representasse nosso país. Um grupo que esteja acima das redações e de nossos cargos e que nós jornalistas de ciências possamos nos reunir e discutir o que a gente está fazendo e como a gente pode melhorar. A gente tinha uma preocupação muito grande de ter uma atuação internacional maior para mostrar o trabalho que é feito aqui no Brasil. Nossas dores, dificuldades, ideias e iniciativas”, explica o presidente.   

A Rede busca ainda criar uma estratégia de integração nacional para agregar jornalistas fora de São Paulo. “Nós estamos fazendo uma série de eventos e a ideia é levar workshops, palestras e debates para instituições fora de São Paulo. O primeiro modelo foi um workshop na Universidade Federal do Mato Grosso que foi um debate sobre jornalismo de ciência. Nós repetimos este evento em uma universidade de Lajeado (RS) e pretendemos levar em janeiro para Fortaleza”.

Serviço
#Papo em Rede no. 1 - os desafios de falar de ciência na era digital
Auditório Romulo Ribeiro Pieroni - IPEN - São Paulo, SP
29 de novembro de 2019, 09h-12h15