Programa de treinamento gratuito em checagem de fatos abre inscrições a partir de amanhã

Redação Portal IMPRENSA | 13/11/2019 12:10
Jornalistas e estudantes de todo o Brasil poderão participar do programa gratuito de treinamento em produção de conteúdo e técnicas de fact-checking. O FactCheckLab é uma realização da Agência Lupa com o patrocínio da Embaixada e Consulados Americanos no Brasil.
 
Além da capacitação, a iniciativa vai premiar os vencedores dos cinco projetos destaque, um de cada região do país, com uma viagem de intercâmbio profissional aos Estados Unidos com as despesas pagas.

Crédito:Internet

 
Quem pode participar
Os interessados deverão preencher um formulário com dados gerais. Será necessário também escrever uma proposta de conteúdo jornalístico com uso da modalidade fact-checking, como forma de resolver algum problema da comunidade ou região em que residem. 

No decorrer do programa, que terá duração de nove meses, os participantes serão orientados a transformarem as suas propostas iniciais em projetos mais elaborados e financeiramente sustentáveis. 

Por conta da viagem de intercâmbio, é recomendável falar inglês, mas não é necessário o domínio da língua para participar do programa.

Os treinamentos
Os treinamentos serão online em grupos fechados no Facebook e também presenciais, nas seguintes capitais: Rio de Janeiro-RJ (região sudeste), Porto Alegre-RS (região sul), Salvador-BA (região nordeste), Brasília-DF (região centro-oeste) e Manaus-AM (região norte). O programa disponibilizará uma ajuda de custo de deslocamento e hospedagem aos aprovados para a etapa presencial.

As inscrições
As inscrições estarão liberadas a partir do próximo dia 14 de novembro, às 18h (horário de Brasília), e serão encerradas no dia 22 de novembro, às 23h59 ou até o limite de 200 inscrições por região.

 Nessa primeira fase, trinta propostas de cada região serão selecionadas. Em janeiro de 2020, esses candidatos passarão pela primeira etapa de capacitação. A partir daí, terão um prazo estipulado pela Agência Lupa para escreverem um pré-projeto com base na proposta inicial. 

Os vencedores dos vinte melhores pré-projetos de cada região seguirão de fato no programa. Os outros dez jornalistas e estudantes de cada região não contemplados vão compor uma lista de espera, caso algum participante desista do programa ou seja desclassificado. 

As inscrições estarão disponíveis aqui