Jornalista dá dicas para realizar projetos e negócios na área de comunicação

Kassia Nobre | 08/11/2019 09:39
A jornalista Verônica Machado acredita na capacidade do jornalista de empreender e tirar projetos da gaveta. Ela lidera uma comunidade de 350 jornalistas engajados em colocar projetos e negócios digitais no ar. Em quatro anos, a comunidade concretizou 90 ideias no Brasil e no exterior. 

O Portal IMPRENSA conversou com a jornalista sobre a iniciativa do REALIZE (Programa de Realização de Projetos e Negócios para Jornalistas), um curso online para ajudar jornalistas que desejam enxergar novas possibilidades.

Verônica também compartilhou algumas dicas de como o jornalista pode começar um projeto e empreender na área. 

“Criei o REALIZE  e tudo começou aí. Após empreender um negócio de alimentação e storytelling por necessidade, comecei a estudar o mundo dos negócios e percebi o quanto Marketing, Publicidade e Jornalismo poderiam ser ferramentas interessantes na construção de projetos. Vi que meus colegas estavam realmente frustrados com a profissão, tanto pelos baixos salários quanto pela qualidade de vida. Montei um blog para compartilhar o que aprendia e levantei a bandeira de que jornalistas deveriam tirar mais projetos da gaveta. Com o blog de pé, os leitores me pediam mais e mais informação. Aí, montei o REALIZE, um curso online muito completo para eu ajudar colegas que desejam enxergar novas possibilidades”, explica. 
Crédito:Arquivo pessoal


Jornalista tem o perfil empreendedor?
Para Verônica, ter perfil de empreendedor depende de muitos aspectos que vão além da profissão. 

“Jornalistas, geralmente, têm dificuldade com vendas. Nós estudamos durante anos que deveríamos ser imparciais e não ter qualquer tipo de relação comercial. Vender até mesmo uma ideia poderia ferir a ética profissional. Então, existe uma dificuldade em pensar em estratégias para fazer jornalismo fora de veículos tradicionais e pagar os boletos. Mas ser empreendedor abrange isso e muito mais. É uma postura ativa diante da vida".

Jornalistas empreendedores
Verônica cita histórias de jornalistas que participaram do curso online e tiveram a oportunidade de concretizar projetos. O jornalista Pedro Valadares, de Brasília, construiu o Clube do Português, onde dá dicas rápidas da língua portuguesa nas mídias sociais e no blog. 

Já o jornalista Demmi Amora montou a Agência Infra, onde oferece informações sobre infraestrutura do Brasil para grandes empresas. 

A jornalista Sílvia Matos montou o Inovatalk, um evento de bate-papo sobre comunicação, tecnologia e inovação. Já tem edições no Rio, Recife, São Paulo e Brasília. 

Dicas 
A jornalista compartilhou algumas dicas para quem pretende começar um novo projeto:
 
- Queime pontes. Significa colocar-se em situações que não tem como voltar atrás. É fazer um compromisso público do que vai ser feito por você. Por exemplo, é vender um curso antes de gravar as aulas. Arriscado, mas elimina todas as desculpas para não produzir. São situações em que se você não fizer o combinado vai perder algo valioso: trabalho, status, dinheiro, nome.

- Mínimo Produto Viável. Muitas vezes as pessoas não realizam projetos e negócios porque a ideia é grande demais. Então, fica difícil imaginar o primeiro passo. Mas quando você se pergunta: qual é o projeto mínimo, mais fácil e rápido para testar essa ideia? Isso vai te dar um caminho. Ainda sobre o exemplo acima: se quero montar uma escola, o mínimo para validar é produzir um curso. Já fica mais fácil pensar na criação desse pedacinho do projeto.

- Quebre tarefas. O processo de realizar projetos e negócios dá medo, preguiça e muita vontade de desistir. Mas quebrar sua tarefa grande em mini tarefinhas te dá a clara sensação de progresso e satisfação. Exemplo: Se resolvo montar um curso, faço uma lista de mini afazeres, o primeiro é escolher um tema, o segundo é montar tópicos, o terceiro é colocar conteúdo nos tópicos. Logo, se o foco do dia for "escolher um tema", o pensamento já vai ser de que o trabalho vai ser pequeno. E de tijolinho em tijolinho, a gente constrói impérios. 

Perfil da Verônica
Verônica é jornalista de Brasília. Foi repórter da Câmara dos Deputados e do Correio Braziliense. Trabalha há 5 anos com Marketing Digital. Empreendeu na loja de pratos congelados Delícia Pronta, no projeto de storytelling Vidas Contadas e na plataforma de educação Jornalista 3.0. Neste último, oferece quatro cursos digitais para comunicadores. Além disso, oferece mentoria online e tem uma agência de mídias sociais e um clube de assinatura de conteúdo.Todo o trabalho da jornalista está em veronicamachado.com.br.