Jornalistas condenam agressão de Augusto Nunes a Glenn Greenwald

Redação Portal IMPRENSA | 07/11/2019 15:38
A agressão de Augusto Nunes a Glenn Greenwald, durante transmissão ao vivo do Programa Pânico, pela rádio Jovem Pan, nesta quinta, 7 de novembro, foi condenada por diversos jornalistas, inclusive críticos da Vaza Jato e do posicionamento editorial do Intercept.

Editor do Meio e colunista do Globo, Estadão e CBN, Pedro Dória postou no Twitter: "Pensei, pensei... A briga não é minha, não devia entrar. Mas poucas coisas são tão covardes num debate quanto botar a família no meio. Isso menino de 4ª série já sabe. Tenho críticas à maneira como o Intercept conduziu a Vaza Jato. Mas @ggreenwald tem toda razão, hoje'. 
Crédito: Reprodução
Glenn fala sobre uso dos filhos adotivos em crítica de Nunes antes de ser agredido
A agressão ocorreu após Nunes ser chamado por Glenn de covarde ao vivo, frente a frente. Os insultos do jornalista americano foram motivados por Nunes ter afirmado, no início de setembro, na mesma rádio Jovem Pan, que a Justiça deveria investigar quem cuida dos filhos adotivos de Glenn com o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ). 

Na ocasião, Nunes afirmou: 

"E é o seguinte. Eu tava pensando nesse casal. O Glenn Greenwald passa o dia tendo chiliques no Twitter, ou trabalhando como receptador de mensagens roubadas. Esse David fica em Brasília lidando com rachadinhas, que essa é a suspeita, que isso dá trabalho. Quem é que cuida das crianças que eles adotaram?! Isso aí um juizado de menores deveria investigar" , disse Nunes ao apresentador Felipe Moura Brasil."

Também no Twitter, Mônica Bergamo lembrou que Glenn chegou no Pânico sem saber que Augusto Nunes estaria com ele no ar. "Aceitou mesmo assim. O programa começou. Glenn lembrou que ele usou os filhos p critica-lo. Augusto disse q era um comentário humorado. Glenn disse "covarde covarde". Augusto PARTIU PARA A AGRESSAO FISICA".

João Paulo Charleaux, do Nexo, postou: "A agressão de Augusto Nunes a Glenn Greenwald é uma bomba de violência que explode no momento em que milhares de brasileiros comuns, incitados por altas autoridades do atual governo, tentam transformar a imprensa em inimiga nacional. É um marco na degeneração acelerada do país".

Sônia Bridi, da Globo: "Minha solidariedade a @ggreenwald, que sofreu uma agressão física hoje. A violência inaceitável é o recurso dos que não têm argumento. Lembramos que o mesmo agressor havia sugerido que os filhos de Glenn fossem retirados pela justiça. Condenável então, condenável agora".