Mostra reúne jornais centenários do Brasil e de Portugal

Redação Portal IMPRENSA | 21/10/2019 11:23
A mostra “Jornais Centenários do Brasil e Portugal: um legado cultural” conta a história de 34 jornais centenários portugueses e 18 brasileiros, entre eles, o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio de Pernambuco e Estado de S. Paulo.

As edições portuguesas têm como destaques os jornais O Figueirense, Açoriano Oriental e Cruzeiro do Sul. 

A exposição acontece na Fundação Joaquim Nabuco, no Recife, até o dia 17 de novembro e conta com 30 painéis diferentes. 

 “A exposição, apesar de envolver o universo do jornalismo, é uma oportunidade do público em geral conhecer a evolução histórica dos séculos XIX e XX, a partir dos jornais”, afirma o presidente da Associação da Imprensa de Pernambuco, Múcio Aguiar.

Crédito:Divulgação - Associação da Imprensa de Pernambuco

Entre algumas atrações da exposição, Múcio destaca a capa de um jornal que publicou na integra a Lei da Áurea, os originais do Diario de Pernambuco, mas antigo em circulação nas América, e do Jornal do Commercio de Pernambuco. Além de réplicas de alguns periódicos portugueses.
 
“A exposição que reúne dois países e uma só língua valoriza os jornais centenários como instituições que são memória viva dos últimos séculos. Com essa mostra, a Associação da Imprensa de Pernambuco busca levantar uma reflexão da importância da preservação dos jornais centenários como patrimônio cultural”, ressaltou. 

Em 2018, a mesma exposição aconteceu no Parlamento Europeu, na Bélgica, e foi dedicada exclusivamente para expor os jornais de Portugal.

Crédito:Divulgação - Associação da Imprensa de Pernambuco
 
Realização
A exposição é uma realização da Associação Portuguesa de Imprensa, em parceria com a Associação da Imprensa de Pernambuco (AIP) e Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). Conta também com o apoio do Real Hospital Português de Pernambuco.

Leia também:
Mulheres e defensores dos direitos humanos são alvos de deepfakes, afirma Sam Gregory