Jornalista acusa premiê britânico de assédio

Redação Portal IMPRENSA | 30/09/2019 13:31
Por ocasião dos dois anos do movimento #MeToo, que libertou a palavra de mulheres vítimas de assédio, ou de agressão sexual, a colunista Charlotte Edwards revelou ontem em artigo jornal The Sun Times Boris Johnson , atual primeiro-ministro britânico, a apalpou durante um almoço em 1999. 

Crédito:BBC


Segundo ela, o incidente ocorreu durante um almoço no escritório da revista conservadora The Spectator, em Londres, logo após Boris Johnson se tornar editor em 1999.

“Por baixo da mesa, sinto a mão de Johnson na minha coxa. Ele a está apertando. Sua mão está no topo da minha perna e ele tem carne suficiente sob os dedos para que eu me levante de repente”, relata no artigo. 

Charlotte disse que falou com uma jovem que também estava sentada ao lado de Johnson durante o almoço e ela lhe disse: “Oh meu Deus, ele fez o mesmo comigo!”

Johnson negou ter assediado a jornalista e disse que o público está mais interessado em saber sobre seus planos para os serviços públicos.

Charlotte recebeu apoio do ministro da Saúde Matt Hancock, que disputou contra Boris Johnson a liderança do partido conservador em julho. “Eu a conheço bem e sei que ela é digna de confiança”, declarou ao Channel 4.

“Concordo totalmente com o @MattHancock”, acrescentou no Twitter Amber Rudd, que renunciou no mês passado como ministra do Trabalho.

Boris Johnson corre o risco de ser investigado por causa de seu relacionamento com a empresária americana, Jennifer Arcuri, que recebeu financiamento público quando ele era prefeito de Londres.